Caramuru é derrotado em Juiz de Fora

O MV Selmer/Compagas/Caramuru Castro acabou surpreendido em Minas Gerais, neste sábado, diante do Juiz de Fora Vôlei. Além da derrota de 3 sets a 0, o time esteve irreconhecível em quadra, errando muito e demonstrando extrema intranquilidade. “Uma tarde para esquecer, onde nada deu certo”, lamentava o treinador Fábio Sampaio depois da partida, que teve parciais de 19×24, 15×25 e 18×25. O destaque ficou por conta do ponteiro Cris, que acabou improvisado como oposto e marcou três pontos de saque, no terceiro set, quando os castrenses ensaiaram uma reação. No entanto, o placar já estava 18×24 e o JF acabou fechando a partida.

“Parece que (os jogadores) acabaram sentindo uma certa obrigação por ser adversário direto. Faltou experiência e uma certa tranquilidade para administrar algumas coisas. Até 3×3 estava um jogo bacana, tendia ser a nosso favor. A partir dali, iniciou série de erros. A parte emotiva (dos atletas) estava muito pra baixo”, analisou o técnico. Segundo ele, Cris acabou entrando, mas improvisado. “Ele é ponteiro, entrou como oposto porque Caio não funcionou; tentamos inversão com Eric e também não surtiu efeito. Tive de ir pro risco. Era final do jogo, achamos que podíamos encostar um pouco mais, mas já era grande a vantagem adversária”, comentou.

Agora, é tentar tirar proveito deste momento negativo e se recuperar para o jogo diante do São Bernardo, na quarta-feira, às 20 horas, em casa, dizia o treinador. O jogo terá a volta do oposto Edy e do central Alesson. “É colocar a cabeça no lugar; o campeonato vai até março. Não vamos culpar os atletas. Esse é um grupo que honra os seus compromissos e está tendo todas as condições de jogar, treinar por parte dos patrocinadores, da Secretaria de Esportes, da Prefeitura”, ressaltava, citando que na segunda-feira, o trabalho recomeça forte.

Para o estreante Cris o time errou muito. “Vamos trabalhar muito para não repetir os mesmos erros na quarta-feira. São Bernardo é uma equipe bem parecida com a de Juiz de Fora, mas tenho certeza que dá para bater de frente com eles”, garantia. O auxiliar técnico Odilon Zimmermann foi mais comedido. “É um grupo novo, jovem, tem um ímpeto grande, vontade de vencer. São atletas que vão vir para complicar a vida do Caramuru, em casa”.

O Caramuru Vôlei volta no domingo, à tarde, indo primeiro a São Paulo, de lá para Curitiba e da capital a Castro.

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *