Copagril desbanca o Pato pelo estadual

Depois da goleada de 5 a 0 contra o Tubarão no sábado (2), pela LNF (Liga Nacional de Futsal), a equipe do Pato voltou a entrar em quadra no ginásio Dolivar Lavarda na noite desta terça-feira (5). Dessa vez, pelo Campeonato Paranaense Série Ouro, o time enfrentou o Copagril, de Marechal Cândido Rondon.

O Pato começou a partida com Di Fanti no gol, Batalha, Jamur, Trentin e Diego, e queria a vitória, já que a equipe pato-branquense ocupava a vice liderança no Estadual – na tabela de classificação, Cascavel é líder, com 36 pontos, e Marreco – que também jogou nesta terça (5) contra o Pró Ordenha, em Toledo – e está na terceira posição com 30 pontos. Nos primeiros minutos do primeiro tempo, Marechal, com 29 pontos na tabela, foi para cima do time da casa e não queria uma nova derrota contra o Pato – no dia 26 de agosto, pela LNF, Marechal levou 5 a 2 no Dolivar Lavarda. Durante pedido de tempo, o técnico Maneca conversou com os jogadores. Disse que o jogo está bom, contudo, pediu mais calma à equipe e tranquilidade no toque de bola. Logo em seguida, Batalha quase marcou com chute forte que pegou direto na trave do lado esquerdo. Neguinho sentiu o tornozelo e precisou de atendimento. Enquanto isso, o time do Marechal aproveitava melhor as chances de gol e pressionava mais a equipe adversária. Apesar do bom desempenho e alto nível, por parte das duas equipes, o placar no Dolivar Lavarda terminou sem gols no primeiro tempo. Logo no início do segundo tempo, faltando 18 minutos, a equipe do Marechal abriu o placar com Marquinhos na falha de Batalha, e fez o clima ficar ainda mais apreensivo para a equipe patobranquense. Mas faltando cinco minutos para o fim da partida, Jamur empatou para o Pato, num chute forte e certeiro no ângulo direito. Com 31 segundos para encerrar o jogo, Marechal ampliou e fez o segundo gol. O resultado deixou a tabela de classificação da Série Ouro com Cascavel na liderança, com 36 pontos. Pato caiu da segunda colocação.

Infelizmente, uma confusão na entrada do vestiário do Marechal marcou o fim do jogo. Segundo a comissão técnica do Pato, foi necessário acalmar os ânimos e o clima esquentou entre jogadores dos dois times, que chegaram a trocar socos e agressões verbais. De acordo com o presidente do Pato Futsal, Luiz Sérgio Lavarda (Lavardinha), a confusão pós jogo teria iniciado com o goleiro Baranha ao provocar Jamur. Segundo Lavardinha, “tudo o que o Baranha tumultuou dentro da quadra ele colocou no extra quadra”, afirmou ele, comentando as diversas interevenções do goleiro da Copagril durante o jogo, que ele preferiu descrever como uma grande partida, digna da rivalidade que existe. Contudo, Lavardinha também criticou a postura da dupla de árbitros que segundo ele, deixaram o jogo correr. “A arbitragem deixou o jogo correr, não botou ordem na quadra e veio para fora”.

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *