Graças ao meio-campista Julio Rusch, o Coritiba está na terceira fase da Copa do Brasil. Na noite desta quinta-feira (22), o time derrotou o Uberlândia por 2 a 0, pela segunda fase da competição nacional. Rusch marcou um gol direto e um indireto – ele cobrou um escanteio que resultou em um gol contra, de Rafael Estevam.

A segunda fase da Copa do Brasil é disputada em jogo único, com mando de campo definido por sorteio. A partida foi no Parque do Sabiá, em Uberlândia. Em caso de empate, pênaltis.

ADVERSÁRIO

Na terceira fase da Copa do Brasil, o adversário será o Goiás. O primeiro jogo está marcado para a próxima quarta-feira (28), às 19h30, no estádio Serra Dourada. A partida de volta será em 14 de março, no mesmo horário, no Couto Pereira.

CAMPANHA

O Coritiba disputou a segunda fase da Copa do Brasil depois de passar aperto na primeira fase: quase perdeu para o Parnahyba (PI), uma equipe que não disputa nenhuma divisão de Campeonato Brasileiro. Os coxas-brancas se salvaram graças a um empate em 1 a 1, com um gol de William Matheus nos descontos – pelo regulamento, a igualdade classificava o time paranaense.

TABELA

O Coritiba volta a campo neste domingo (25). Decide a Taça Dionísio Filho – equivalente ao primeiro turno do Campeonato Paranaense – com o Rio Branco, no Couto Pereira.

ESCALAÇÃO

O técnico Sandro Forner manteve a escalação que levou o time à decisão da taça Dionísio Filho. A escolha não foi difícil, já que o atacante Kleber foi novamente vetado por causa de uma lesão na coxa. O time repetiu o 4-1-4-1 dos jogos anteriores. Já o Uberlândia estreava o técnico Zé Teodoro.

PRIMEIRO TEMPO

Logo aos 10 minutos, o Coritiba perdeu o lateral William Matheus. Ele foi arriscar um chute a gol, mas foi desarmado por um carrinho de João Paulo. Na inércia do chute, o lateral se machucou e acabou substituído por Léo Andrade, aos 13 minutos. E, na cobrança da falta, Julio Rusch acertou o travessão. A rigor, na primeira etapa, o time paranaense só levou perigo em escanteios cobrados por Julio Rusch. Foram sete, sendo que três geraram finalizações certas e outro deles resultou em gol – marcado por Rafael Estevam, contra. “Se não bate nele, eu faria o gol”, disse o zagueiro Romercio, que estava na jogada.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, o Uberlândia cresceu e exigiu duas defesas do goleiro Wilson. Mas o Coritiba fez 2 a 0 com Julio Rusch, após cruzamento de Guilherme Parede, aos 12 minutos. Depois disso, recuou para aposta em contra-ataques.

Aos 37 minutos, Sandro Forner fez as duas últimas substituições: colocou Pablo (que estreava na equipe) e Kady nos lugares de Iago e Guilherme Parede. Um minuto depois, Marcos Moser fez uma falta dura em Danilo Bala, levou o segundo cartão amarelo e acabou expulso. O time paranaense se fechou e segurou a vitória diante de um adversário que insistia em chutes de fora da área. Na partida, o Coritiba somou sete finalizações (quatro certas e uma na trave), contra 16 do Uberlândia (três certas e uma bloqueada).

 

UBERLÂNDIA 0 x 2 CORITIBA

Uberlândia: Clebão; Cesinha, Mauro Viana, Bruno Costa e Rafael Estevam; João Paulo, Daniel Pereira, Lima (Danilo Bala) e Jean (Alê); Jarlan e Tony (Deivison). Técnico: Zé Teodoro

Coritiba: Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven, Romercio e William Matheus (Leo Andrade); Vitor Carvalho, Julio Rusch e Thiago Lopes (Kady); Iago (Pablo), Alecsandro e Guilherme Parede. Técnico: Sandro Forner

Gols: Rafael Estevam (contra, 28-2º), Julio Rusch (12-2º)

Cartões amarelos: João Paulo, Marcos Moser, Leo Andrade, Daniel Pereira

Expulsão: Marcos Moser(38-2º)

Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias (SP)

Local: Estádio Parque do Sabiá, em Uberlândia, quinta-feira

 

Related Posts

Facebook Comments