O Coritiba arrasou o Grêmio na noite desta quarta-feira (7) no estádio Couto Pereira, em Curitiba. Aplicou 4 a 0, com quatro gols ainda na primeira etapa, sobre uma equipe que tinha dois defensores que estavam na seleção brasileira: o goleiro Marcelo Grohe e o zagueiro Geromel. A partida era válida pela 23ª rodada do Brasileirão.

Com a vitória, o Coritiba foi a 29 pontos e subiu para a 12ª posição, com três pontos de vantagem sobre o Vitória, o 17º colocado. No decorrer do dia, o time paranaense havia entrado na zona de rebaixamento – graças à derrota do Atlético-PR, que fez o Figueirense subir na tabela – e depois saiu dela, com o revés do Vitória frente ao Atlético-MG. Isso aconteceu antes de os coxas-brancas pisarem o campo do Couto Pereira.

A goleada zerou o saldo coxa-branca no Brasileirão. O time havia iniciado a rodada com quatro gols de saldo negativo. Agora, são 29 gols marcados e 29 sofridos. Além disso, o Coxa igualou a maior goleada no confronto com o time gaúcho. No Brasileirão de 2013, também venceu por 4 a 0, no Couto Pereira.

Invicto há cinco partidas no Brasileirão, o Coritiba volta a campo no próximo domingo (11), Às 11 horas. Enfrenta a Chapecoense, em Chapecó.

ESCALAÇÕES

O Coritiba não podia contar com o atacante Kleber, artilheiro da equipe no Brasileirão, que vai ficar um mês fora. Iago foi escalado em seu lugar. O lateral Dodô estava suspenso e o zagueiro Walisson Maia foi realocado para a lateral. O time começou num 4-3-3, com dois volantes (Alan Santos e João Paulo), um meia (Raphael Veiga), e Neto Berola, Iago e Leandro na frente. “Estamos com três atacantes, não podemos ser um time faceiro”, disse o técnico Paulo Cesar Carpegiani.

Já o Grêmio estava num 4-4-2 e tinha os retornos do goleiro Marcelo Grohe e do zagueiro Geromel, que até esta terça-feira (6) estavam a serviço da seleção brasileira – foram reservas em dois jogos pelas Eliminatórias da Copa de 2018.

PRIMEIRO TEMPO

Diante de um adversário que tentava impor toque de bola, o Coritiba fez jogadas mais agudas. Conseguiu abrir o placar aos 21 minutos, numa bola aérea. Juan cobrou falta para a área e Walisson Maia marcou de cabeça.

A partir daí, o time compactou a marcação, recuou e passou a explorar contra-ataques. E começou a empilhar gols. Aos 31, Leandro marcou 2 a 0, após passe de Raphael Veiga. O terceiro saiu aos 34, com Raphael Veiga. Um minuto antes, o Grêmio havia trocado o volante Ramiro pelo meia-atacante Pedro Rocha, trocando o 4-4-2 por um 4-3-3. Aos 39, Neto Berola arrancou, deixou Wallace Reis no chão com um drible e acertou um chute de fora da área: 4 a 0. No primeiro tempo, o time da casa teve apenas 35% de posse de bola (segundo o site Whoscored), mas finalizou 11 vezes (seis certas), contra cinco (duas certas) do Grêmio.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o Grêmio voltou com o zagueiro Kannemann no lugar do atacante Henrique Almeida (ex-Coritiba) e ficou no 3-5-2. E o Coritiba quase marcou o quinto, com Raphael Veiga, que parou em Grohe. A partir daí, o time da casa recuou para explorar contra-ataques, deixando o adversário com a bola. Os gaúchos reclamaram de dois lances desconsiderados pelo árbitro; um pênalti em que a bola bateu no braço de Luccas Claro (aos 12 minutos) e um gol de Kannemann (aos 14) anulado por impedimento.

SUBSTITUIÇÕES

Aos 17 minutos, Neto Berola deu lugar a Yan, que estreava na equipe coxa-branca. Dois minutos depois, Evandro entrou na vaga de Leandro. A partir daí, o time passou a administrar a gigantesca vantagem. Aos 38, Raphael Veiga deu lugar a Bernardo.

ESTATÍSTICAS

O Coritiba ficou com a bola por 40% do tempo, com 14 finalizações (7 certas) e 77% de aproveitamento nos passes. O Grêmio teve 60% de posse de bola, 8 finalizações (3 certas) e 82% de aproveitamento nos passes.

 

CORITIBA 4 X 0 GRÊMIO

Coritiba

Wilson; Walisson Maia, Luccas Claro, Juninho e Juan; Alan Santos, João Paulo e Raphael Veiga (Bernardo); Neto Berola (Yan), Iago e Leandro (Evandro). Técnico: Paulo Cesar Carpegiani

Grêmio

Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Walace, Ramiro (Pedro Rocha), Jailson e Douglas; Luan e Henrique Almeida (Kannemann). Técnico: Roger Machado

Gols: Walisson Maia (21-1º), Leandro (31-1º), Raphael Veiga (34-1º), Neto Berola (39-1º)

Cartões amarelos: Iago, Neto Berola, João Paulo

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)

Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba, quarta-feira

 

Related Posts

Facebook Comments