Entre os dois clássicos com o Coritiba na conquista do Paranaense e a estreia no Brasileirão diante do Palmeiras, o Atlético enfrenta o Dom Bosco, do Mato Grosso, nesta quarta-feira (11), pela Copa do Brasil, na Arena Pantanal, em Cuiabá. O fato de enfrentar uma equipe modesta, garante o goleiro e capitão Weverton, não diminui a empolgação no Furacão, que busca a vitória por diferença de dois gols para eliminar a partida de volta na Arena da Baixada.

“Temos que passar por esse adversário para alcançar o nosso objetivo de ser campeão”, avisa Weverton, que deve ser o único titular na partida em Cuiabá.

Para a partida, o técnico Paulo Autuori decidiu poupar a maior parte dos titulares. O que aumenta a vontade dos reservas em mostrar trabalho ao treinador.

Autuori vai além, argumentando que partidas como essa fazem parte da vida de um time de futebol. “Não se pode achar que se vive apenas de grandes momentos. A nossa realidade não permite descuidar até porque, se quisermos chegar em outra competição na final, esse é um segundo obstáculo que vamos ter”, avisa o técnico.

Para o treinador, um jogador profissional não precisa ser motivado parta jogar uma partida como essa. “Motivação é uma coisa que vem de dentro de cada um de nós. Não é externo. Incentivo sim [é externo] e o grande incentivo é que a gente continue a fazer um bom futebol, independentemente dos nomes que estiverem em campo”, encerra.

Para o treinador, um jogador profissional não precisa ser motivado parta jogar uma partida como essa. “Motivação é uma coisa que vem de dentro de cada um de nós. Não é externo. Incentivo sim [é externo] e o grande incentivo é que a gente continue a fazer um bom futebol, independentemente dos nomes que estiverem em campo”, encerra.

Related Posts

Facebook Comments