O empate sem gols contra o J. Malucelli, no último sábado (11) escancarou os problemas que o Coritiba vem enfrentando no meio campo. O técnico Pachequinho admitiu que a dificuldade neste setor foi um dos motivos do Coxa não conseguir criar mais jogadas principalmente na primeira etapa.

“Faltava o homem de meio campo, fazendo a ligação. O Jonas e Anderson estavam um pouco mais recuados e a gente precisava de alguém para preencher esse espaço entre o meio e o ataque. Corrigimos um pouco isso no intervalo e começamos a criar mais possibilidades de marcar”, afirmou o treinador.

As deficiências no setor são discutidas desde antes da demissão do técnico Paulo César Carpegiani. Na época, o ex-treinador do Alviverde afirmou que colocava em campo os melhores jogadores que estavam à sua disposição.

Para este último jogo, contra o Jotinha, a escolha de Pachequinho foi por Thiago Lopes na armação. Com uma série de erros, o jogador foi um dos mais vaiados pelos 6.797 presentes no Couto Pereira.

Departamento médico

Na partida contra o Jotinha o treinador pode contar a volta do volante Alan Santos, recuperado de lesão. Porém, o jogador ficou banco de reservas.

Para o confronto diante o Toledo, no próximo domingo (19), o treinador não poderá contar com João Paulo e Matheus Galdezani . Os meias estão lesionados e devem ficar de fora da disputa do Paranaense.

Além deles, o volante Jonas – que saiu aos 21 minutos do primeiro tempo – e o atacante Kléber – foi substituído aos 25 do segundo tempo – também saíram de campo sentido dores e se tornam dúvidas para o duelo no interior, marcado para às 16h no estádio 14 de Dezembro, em Toledo.

Related Posts

Facebook Comments