Goleada e demissão

O Coritiba perdeu por 4 a 0 da Ponte Preta, nessa quarta-feira (dia 19) à noite, em Campinas, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Coxa ficou na 13ª colocação, com 19 pontos. A equipe de Campinas está em 14º lugar, com 18 pontos.

O resultado ampliou a crise no Coritiba. O time só somou uma vitória nos últimos dez jogos – foram cinco derrotas e quatro empates nas demais rodadas. E o placar aliviou a situação do técnico Gilson Kleina na Ponte – ele vinha de quatro derrotas e um empate nas cinco rodadas anteriores do Brasileirão.

Na partida, chamou a atenção a escalação “remendada” do técnico Pachequinho. Ele não tinha Anderson, Wallison Maia, Werley, Alan Santos, Léo, Iago Dias e Getterson, todos em recuperação. Outras baixas eram Alecsandro e Kleber, suspensos. As novidades foram as entradas do volante Edinho e do lateral Carleto no time titular, com o meia Tomas Bastos e o ponta Neto Berola no banco.

Pachequinho adotou o esquema tático 4-1-4-1. A linha de quatro meias tinha Galdezani (centro), Jonas (centro), William Matheus (esquerda) e Rildo (direita). Nas duas partidas anteriores, o treinador usou o 4-2-3-1. Nas primeiras rodadas do Brasileirão, utilizou o 4-4-2. Nessa quarta-feira, a surpresa foi a presença do lateral William Matheus nessa função ofensiva.

PACHEQUINHO
O técnico Pachequinho completou 28 jogos pelo Coritiba em 2017, agora com 13 vitórias, 6 empates e 9 derrotas.

ESQUEMA DA PONTE
A Ponte não tinha Yago, João Vitor e Jorge Mendoza. A equipe de Gilson Kleina usou o 4-2-3-1.

PRIMEIRO TEMPO
O Coxa foi melhor taticamente no primeiro tempo e atacou mais nesse período. O time teve facilidade para atacar pelas pontas e contou com bons passes de Galdezani pelo centro. A Ponte Preta mostrou diversas falhas no setor defensivo e pouca qualidade com a bola. No entanto, a equipe de Campinas fez 1 a 0 no primeiro tempo em erro grosseiro do volante Edinho. O veterano errou passe na defesa e deixou Léo Artur na cara do gol. Ele chutou e fez 1 a 0.

MUDANÇAS
No intervalo, Pachequinho tirou Edinho e colocou o meia Tomas Bastos. O esquema seguiu o 4-1-4-1, com Jonas como único volante. Tomas ficou como meia centralizado, ao lado de Galdezani. Os extremos voltaram invertidos: William Matheus na direita e Rildo na esquerda. O Coritiba voltou um pouco melhor, controlando o meio-campo, mas com dificuldades para criar chances. Aos 13, saiu o lateral-esquerdo Carleto e entrou o ponta Neto Berola. Com isso, William Matheus recuou para a lateral-esquerda. O esquema seguiu o 4-1-4-1.

TRÊS GOLS
A Ponte não precisou jogar muito para fazer 2 a 0. Desde o início da partida, tinha um desempenho ruim. Mesmo assim, fez o segundo gol aos 15 do 2º. Jeferson cruzou. Emerson Sheik entrou livre na área e chutou. Em seguida, aos 22, o colombiano Filigrana entrou no lugar de Henrique Almeida. Ele não jogava há três meses. O Coxa se perdeu completamente em campo. A Ponte fez 3 a 0 aos 38, com Lucca, e 4 a 0 com Emerson Sheik, aos 42.

ESTATÍSTICAS
O Coritiba teve 13 finalizações (6 certas), 53% de posse de bola, 1 escanteio e 76% de precisão nos passes e lançamentos. A Ponte somou 13 finalizações (7 certas), 4 escanteios e 78% nos passes e lançamentos. Os dados são do WhoScored.

PONTE PRETA 4 x 0 CORITIBA
Ponte Preta: Aranha; Jeferson, Rodrigo, Marllon e Danilo Barcelos; Fernando Bob (Elton), Naldo, Maranhão (Renato Cajá), Léo Artur (Nino Paraíba) e Lucca; Emerson Sheik. Técnico: Gilson Kleina
Coritiba: Wilson; Dodô, Márcio, Luizão e Carleto (Neto Berola); Edinho (Tomas Bastos), Rildo, Jonas, Galdezani e William Matheus; Henrique Almeida (Filigrana). Técnico: Pachequinho
Gol: Leo Arthur (15-1º), Emerson Sheik (15-2º e 42-2º) e Lucca (38-2º)
Cartões amarelos: Emerson Sheik (PP).
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Público: 3.728 pagantes
Local: Estádio Moises Lucarelli, em Campinas

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *