A estreia do técnico Roberto Fernandes no comando do Paraná foi a pior possível. Diante do Goiás, na noite desta quinta-feira (29), o Tricolor foi goleado por 4 a 0. Os quatro gols foram sofridos ainda no primeiro tempo. O massacre no Serra Dourada foi construído com dois gols de Léo Gamalho, um de Rossi e um de Léo Lima.

No segundo tempo, mesmo com o desinteresse do adversário, o Tricolor pouco fez para reagir e amargou o quarto resultado negativo consecutivo. O time da Vila Capanema vive seu pior momento na Série B, com sete derrotas nos últimos dez jogos.

O Paraná estacionou na 15ª posição, com 33 pontos. A distância para a zona de rebaixamento é de seis pontos, mas pode diminuir para três caso o Bragantino vença o CRB em casa no próximo sábado (1º).

A equipe volta a campo na terça-feira (4), às 21h30, contra a Luverdense, novamente fora de casa.

Após a goleada, restaram as lamentações dos jogadores. “Isso não pode acontecer. Fora de casa tem que ser mais aguerrido, se esforçar mais. Temos que mudar”, disseDiego Tavares à Rádio Transamérica. “Infelizmente é de lamentar. Pedimos desculpas para o nosso torcedor”, declarou o zagueiro Leonardo.

O meia Nadson não poupou a equipe ao ser questionado se faltou atenção no primeiro tempo. “Falta de atenção não. Entramos mole mesmo. Não se entra assim em um jogo decisivo. A culpa é do time inteiro, estamos sofrendo muitos gols bobos”, admitiu.

Por fim, coube ao zagueiro Alisson defender o estreante Roberto Fernandes. “O professor organizou taticamente, foi excelente o trabalho que ele fez até agora. O jogador tem que matar no peito essa bronca”, afirmou o defensor, que entrou no segundo tempo. “A nossa pontuação abre o alerta grande para o restante do campeonato”, avisou.

Confira quem foram os destaques da partida:

Craque

Léo Gamalho

O atacante esmeraldino comprovou a boa fase, com seis gols nos últimos cinco jogos, e foi preciso diante do Paraná. Aproveitou as falhas da defesa paranista e não perdoou. Balançou a rede duas vezes.

Bonde

Wellington Reis

O volante paranista fez uma estreia desastrosa, tanto técnica, quanto taticamente. Errou diversos passes, falhou em coberturas e ainda entregou o segundo gol.

Guerreiro

Rossi

O ex-jogador paranista teve muita liberdade, deu uma assistência e ainda fez gol.

Gols

1º tempo

1 x 0 (13min) – Léo Gamalho aproveita cruzamento de Juninho e cabeceia dentro da pequena área, sem chances para o goleiro Marcos.

2 x 0 (27 min) – Rossi completa jogada de Léo Lima depois falha grotesca de Wellington Reis na saída de bola.

3 x 0 (38 min) – Léo Lima recebe passe de Léo Gamalho e chuta de fora da área. A bola bate na trave, volta nas costas de Marcos e entra.

4 x 0 (44 min) – Após mais uma boa trama ofensiva, Léo Gamalho, de cabeça, completa cruzamento de Rossi.

Chave do jogo

Intensidade do Goiás no primeiro tempo. Desde o primeiro minuto de jogo, o Paraná pareceu trabalhar numa rotação abaixo do adversário. O Tricolor assistiu o Esmeraldino ganhar o meio de campo, controlar as ações ofensivas e ainda ser beneficiado por falhas individuais paranistas.

Cartões

Amarelos: Alex Alves,Juninho e Adriano (Goiás); Leandro Silva e Fernando Karanga (Paraná)

Próximos jogos:

Goiás: Avaí (fora); Bragantino (casa); Vila Nova (casa)

Paraná: Luverdense (fora); CRB (casa); Joinville (fora)

Related Posts

Facebook Comments