O Atlético está na final da Taça Caio Júnior, segundo turno do Paranaense, depois de golear a semifinal contra o Maringá por 5 a 0 neste domingo (25), na Arena da Baixada. O lateral Renan Lodi e os atacantes Marcinho e Ederson, duas vezes cada, anotaram os gols do triunfo atleticano.

Agora, o adversário do Furacão será o Londrina, que venceu o Paraná nos pênaltis. A decisão está marcada para às 20h da próxima quarta-feira (29), na Arena da Baixada. Entretanto, a partida só vai acontecer no estádio atleticano se o clube conseguir o efeito suspensivo no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Isso se deve ao fato de Atlético e o Coritiba terem sido punidos pelo Tribunal de Justiça Esportiva do Paraná (TJD-PR) por causa das bombas caseiras lançadas pelas duas torcidas no último Atletiba, realizado no Couto Pereira, em 4 de fevereiro, pela Taça Dionísio Filho. A pena do Furacão foi uma multa de R$ 65 mil e a perda de mando de campo em quatro jogos. Já o Coxa teve multa de R$ 37 mil, além de ter que jogar duas partidas longe do próprio estádio.

O JOGO

Logo aos 6 minutos, o Atlético carimbou a trave do time visitante com Marcinho. Já o Maringá chegou com perigo com o chute do meia Washington. Mas foi o Furacão que abriu o placar. Renan Lodi aos 38 minutos. O lateral aproveitou a falha do goleiro Edvaldo no cruzamento rasteiro de Ederson e completou para as redes.

Já na etapa final, o Furacão fez o segundo logo aos 7 minutos. Marcinho recebeu a bola na área e driblou o goleiro do Maringá para ampliar a vantagem. Já aos 14, Marcinho repetiu a jogada: fintou o goleiro Edvaldo e anotou o segundo dele na partida – o terceiro do Rubro-Negro.

Aos 21 minutos, o atacante do Maringá, Paulinho Moccelin agrediu o volante Deivid e recebeu o cartão vermelho direto. Com a superioridade numérica, o jogo ficou mais fácil para o Furacão. Quatro minutos após a expulsão, Renan Lodi cruzou para Ederson transformar a vitória em goleada: 4 a 0.

O camisa 9 do Furacão foi o responsável por fechar o marcador. Ele recebeu o cruzamento de Yago e, de letra, fez o quinto do Atlético. De quebra, o atacante ainda se isolou na artilharia do Paranaense com oito gols marcados.

Related Posts

Facebook Comments