O Londrina sentiu a ausência dos vários desfalques e perdeu a segunda partida seguida na Série B do Brasileiro ao ser derrotado pelo Luverdense por 2 a 1, ontem a noite, em Lucas do Rio Verde (MT). Depois de sair perdendo por 2 a 0, o Tubarão pressionou no final e ainda reclamou de um gol anulado pela arbitragem.
O alviceleste permanece com 16 pontos e agora terá duas partidas seguidas no Estádio do Café. Na terça, enfrenta o Brasil de Pelotas e, na sexta, recebe o Criciúma. O Luverdense subiu a 20 pontos e joga na terça-feira na Arena Pernambuco contra o Náutico.
Com dois volantes improvisados como zagueiros, o sistema defensivo do Londrina teve problemas desde o início. Logo aos quatro minutos, o centroavante Hugo perdeu grande chance para abrir o placar. Na frente do Marcelo, bateu por cima.

O Londrina sentiu a ausência dos vários desfalques e perdeu a segunda partida seguida na Série B do Brasileiro ao ser derrotado pelo Luverdense por 2 a 1, ontem a noite, em Lucas do Rio Verde (MT). Depois de sair perdendo por 2 a 0, o Tubarão pressionou no final e ainda reclamou de um gol anulado pela arbitragem.
O alviceleste permanece com 16 pontos e agora terá duas partidas seguidas no Estádio do Café. Na terça, enfrenta o Brasil de Pelotas e, na sexta, recebe o Criciúma. O Luverdense subiu a 20 pontos e joga na terça-feira na Arena Pernambuco contra o Náutico.
Com dois volantes improvisados como zagueiros, o sistema defensivo do Londrina teve problemas desde o início. Logo aos quatro minutos, o centroavante Hugo perdeu grande chance para abrir o placar. Na frente do Marcelo, bateu por cima.
O LEC respondeu aos dez minutos e foi o único lance de perigo na primeira etapa. Igor foi na linha de fundo e cruzou para trás. Keirrison bateu forte e o goleiro Gabriel Leite teve dificuldade para defender em dois tempos.
O Londrina era lento na transição e errava muitos passes no meio-campo. Em uma saída equivocada do improvisado Anderson saiu o gol. O alviceleste reclamou de falta do atacante Hugo, que dividiu com o zagueiro. A bola sobrou para Da Mata, que deixou Régis na cara do gol. O meia teve categoria para encobrir o goleiro londrinense e abrir o placar aos 34 minutos.
Atrás no marcador, o Londrina voltou para o segundo tempo com Paulinho Moccelin no lugar de Zé Rafael. Mas, no primeiro lance tomou o 2 a 0. Aos quatro minutos, em um contra-ataque pela esquerda, Sérgio Mota achou o centroavante Hugo dentro da área. O atacante foi mais rápido que Diogo Roque e bateu forte entre as pernas de Marcelo.
O LEC se desestabilizou e só não tomou o terceiro porque Hugo perdeu um gol incrível, após rebote de Marcelo. O time só melhorou e acordou no jogo com a entrada de Bruno Batata no lugar de Keirrison. No primeiro lance do atacante a bola sobrou para Rafael Gava, que acertou o travessão.
Aos 29 minutos, o mesmo Gava marcou o gol alviceleste. Jogada de Moccelin para Batata, que cruzou para o interior da área. Rafael Gava bateu forte e a bola ainda tocou na trave esquerda antes de entrar.
O Londrina pressionou até o fim e reclamou de um gol anulado. Léo cobrou lateral para a área e a bola entrou. O árbitro entendeu que ninguém tocou na bola e por isso anulou o lance. Os jogadores saíram reclamando alegando que Bruno Batata desviou em uma disputa com o goleiro Gabriel Leite. Após o apito final, os jogadores do alviceleste foram para cima do juiz que mostrou o cartão vermelho para o meia Zé Rafael.


O LEC respondeu aos dez minutos e foi o único lance de perigo na primeira etapa. Igor foi na linha de fundo e cruzou para trás. Keirrison bateu forte e o goleiro Gabriel Leite teve dificuldade para defender em dois tempos.
O Londrina era lento na transição e errava muitos passes no meio-campo. Em uma saída equivocada do improvisado Anderson saiu o gol. O alviceleste reclamou de falta do atacante Hugo, que dividiu com o zagueiro. A bola sobrou para Da Mata, que deixou Régis na cara do gol. O meia teve categoria para encobrir o goleiro londrinense e abrir o placar aos 34 minutos.
Atrás no marcador, o Londrina voltou para o segundo tempo com Paulinho Moccelin no lugar de Zé Rafael. Mas, no primeiro lance tomou o 2 a 0. Aos quatro minutos, em um contra-ataque pela esquerda, Sérgio Mota achou o centroavante Hugo dentro da área. O atacante foi mais rápido que Diogo Roque e bateu forte entre as pernas de Marcelo.
O LEC se desestabilizou e só não tomou o terceiro porque Hugo perdeu um gol incrível, após rebote de Marcelo. O time só melhorou e acordou no jogo com a entrada de Bruno Batata no lugar de Keirrison. No primeiro lance do atacante a bola sobrou para Rafael Gava, que acertou o travessão.
Aos 29 minutos, o mesmo Gava marcou o gol alviceleste. Jogada de Moccelin para Batata, que cruzou para o interior da área. Rafael Gava bateu forte e a bola ainda tocou na trave esquerda antes de entrar.
O Londrina pressionou até o fim e reclamou de um gol anulado. Léo cobrou lateral para a área e a bola entrou. O árbitro entendeu que ninguém tocou na bola e por isso anulou o lance. Os jogadores saíram reclamando alegando que Bruno Batata desviou em uma disputa com o goleiro Gabriel Leite. Após o apito final, os jogadores do alviceleste foram para cima do juiz que mostrou o cartão vermelho para o meia Zé Rafael.

Em Lucas do Rio Verde

Luverdense 2

Luverdense: Gabriel Leite; Raul Prata, Airton (Wallace), Everton e Paulinho. Jean Patrick (Caio), Ricardo, Da Mata, Sérgio Mota e Régis (Tozim). Hugo. Técnico: Júnior Rocha

Londrina 1
Londrina: Marcelo; Igor Bosel, Anderson, Diogo Roque e Léo. Bidía, Julio Pacato, Rafael Gava e Zé Rafael (Paulinho Moccelin). Jô (Safira) e Keirrison (Bruno Batata). Técnico: Claudio Tencati

Related Posts

Facebook Comments