Nadadores de Maringá garantem recordes e vagas no Mundial

Após participaram do IDM Swimming (Campeonato Alemão Internacional de natação), entre os dias 2 e 10 de julho, as maringaenses Beatriz e Débora Borges Carneiro, gêmeas da natação paralímpica, desembarcaram em Maringá na terça-feira (11/07) com recordes, resultados expressivos e vaga no mundial do México na bagagem. A competição realizada na cidade de Berlim, na Alemanha, foi a primeira em que a dupla participou fora do Brasil.

Provas – Beatriz disputou as provas: 50 m peito, terminando em quarto lugar geral com o tempo de 35seg61; 200 m peito, estabelecendo o novo recorde brasileiro com o tempo de 2min52seg12; 100 m livre, terminando na décima colocação com o tempo de 1min06seg88. O grande resultado, porém, foi alcançado em outra prova, nos 100 m peito, em que ela terminou na quinta colocação com o tempo de 1min18seg17, estabelecendo o novo recorde brasileiro, das Américas e, principalmente, alcançou o índice que garante a participação dela no mundial da modalidade, que será realizado em setembro, na Cidade do México.

Desempenho – Débora, por sua vez, não ficou atrás e também conseguiu resultados satisfatórios. Ela caiu na piscina nas provas: 50 m peito, terminando na quinta colocação geral com o tempo de 36seg47; 100 m livre, estabelecendo o novo recorde brasileiro com o tempo de 1min06seg77 e terminando na nona colocação; 50 m borboleta, quebrando mais um recorde brasileiro com o tempo de 30seg66.

Erro da organização prejudica busca por vaga – A grande decepção, porém, ficou por conta da participação de Débora na prova dos 100 m peito (a mesma que assegurou a presença de Beatriz no mundial). Na eliminatória ela conseguiu fazer o tempo de 1min22seg70, avançando para a final juntamente com a irmã. Mas, por um erro de comunicação da coordenação organizadora do campeonato, Débora nem chegou a disputar a prova, pois os organizadores consideraram que a atleta estava ausente do local de prova, ficando de fora da grande final, impossibilitando que ela buscasse o índice para o mundial. Mesmo assim ela conseguiu garantir a sexta colocação geral da prova.

Próxima chance – Mas há esperança. Débora ainda poderá participar do mundial, já que terá outra chance de alcançar o índice na segunda etapa do Open Internacional Loterias Caixa, que será realizado em agosto, competição que também conta pontos para a formação do ranking mundial de atletismo e natação. (Imprensa Unimed Maringá)

 

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *