O que está acontecendo

Derrotas seguidas, vexames dentro de casa, queda na classificação, é o retrato de Atlético Paranaense e Coritiba, no Campeonato Brasileiro Série “A”. Dois elencos, se não bons, razoáveis. O Furacão, começou mal e continua muito mau. O Coritiba, iniciou bem, entre os três primeiros colocados, e foi caindo aos poucos, até ficar seis partidas sem vencer. O torcedor pergunta: O que está acontecendo com nossos times?

No Atlético, o desequilíbrio administrativo, com mudanças repentinas no comando técnico, atingiu o grupo de jogadores. Sai Paulo Autuori, deixa o trabalho de campo, entra Eduardo Baptista.  Inicia novo trabalho, perde duas seguintes para Santos e Grêmio, desagrada e sua cabeça é colocada a prêmio. Não durou cinquenta dias. Despedido, sem aviso prévio, leve junto Paulo Autuori, o coordenador do futebol atketicano Desmanche total, em momento inoportuno, para uma equipe que está em três competições, sendo em duas, praticamente eliminada, precisando fazer resultados contra Grêmio e Santos. Como se isso não bastasse, improvisa o ex-jogador Kelly e, toma de 2 a 0, para o Cruzeiro, dentro de casa. Torcida grita “timinho de merda”, não se conforme e pede a cabeça de Mario Celso Petraglia.

Diretoria rubro negra. Correu atrás de um novo técnico, encontrando o desconhecido Fabiano Soares, que tem prestigio no Estoril, de Portugal. Será que o problema estava em Eduardo Baptista? O meia Carlos Alberto, se desentende com torcedor e pede rescisão de contrato, deixando o clube. Na verdade o que está acontecendo pelos lados da Baixada? Com a palavra os dirigentes, que fizeram toda a lambança.

No Coritiba, preocupação, com a queda repentina de um confortável terceiro lugar, para 12ª colocação, com insucessos seguidos. Pachequinho, técnico campeão estadual, é o ideal para comandar o time, no brasileirão? Tem bagagem e experiência suficientes. Sua cabeça está posta na bandeja. Além do técnico, algumas contratações foram erradas e precipitadas, e que até agora, não foram explicadas pelos dirigentes. A própria presença de Beletti, para tratar de assuntos internacionais, não mostrou resultados positivos. Aguardemos.

Neste final de semana, a dupla ATLETIBA, tem boas chances de reabilitação. No sábado, o Atlético, vai a São Paulo, pegar o líder, invicto, Corinthians Paulista. Claro que o timão é o favorito, mas, quem sabe, está chegando a hora de perder. Sempre tem a primeira vez na vida, pode ser agora, contra o Furacão. Um triunfo, contra o líder, servirá para a mais ampla reabilitação atleticana.  É difícil, mas nada é impossível neste futebol brasileiro. Será a partida do time mais regular, contra a equipe mais desconexa, na atualidade. Deve dar Corinthians, mas, sempre fica um fio de esperança, para que no imponderável do futebol apareça.

O Coritiba, tem confronto direto, contra o Fluminense, jogando no Alto da Glória. O tricolor carioca, está na 10ª posição, com 17 pontos, enquanto que o Coxa, tem 16 pontos e está na 12ª colocação, Uma vitória, além de reabilitadora, devolve o Verdão ao grupo dos dez melhores classificados. Pachequinho, tem que resolver os problemas ofensivos, sair da dependência de Kleber, além de exigir melhor comportamento de seu meio campo, na criação de jogadas. A defesa, que já foi uma das menos vazadas, caiu muito e, está na hora de acertar o passo, evitando falhas grotescas de marcação. O Coxa, precisa jogar e, bem, pois a hora de vencer é agora. Resultados de vitórias, responderão a pergunta do torcedor: O que está acontecendo, com os dois representantes paranaenses.

SÉRIE B

Pedindo aos céus a sua reabilitação, o Paraná Clube, que anda distante de vitórias, vai jogar, nesta 6ª feira, no interior de São Paulo, contra o Oeste, tendo enormes chances de vencer. Perdendo, o tricolor, poderá entrar na zona da confusão, entre os seis piores classificados.

O Londrina, que venceu o ABC, na rodada passada por 3 a 1, volta a jogar em casa, no Estádio do Café, desta vez, contra o BOA Esportes, de Nedo Xavier, em fase decrescimento. Jogo perigoso para o Tubarão, que deve tomar todas as providências necessárias, para evitar surpresas. O BOA, saiu das últimas colocações, com três vitórias seguidas, estando no 14º lugar com 16 pontos ganhos sonhando em atingir o grupo intermediário O Londrina, pulou para o sétimo lugar, com 19 pontos ganhos, e vencendo neste sábado, pode chegar no G4. O Tubarão é o favorito, mas, com as devidas cautelas, que o jogo exige

 

 

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *