Guarapuava vai sediar no início do próximo mês a 2ª Etapa do OriSprint e a 3ª Etapa do CiPO – Circuito Paranaense de Orientação. As provas na cidade são nos dias 04 e 05 de junho e vão ser organizadas pelo Clube de Orientação de Guarapuava (COLB).

A primeira competição é no sábado, dia 04, no Cedeteg e são provas de percurso pequeno em área urbana no período noturno, portanto, começam a partir das 19h. Neste caso, todos os participantes devem levar seus equipamentos, como lanternas.

Já no domingo, dia 05, começam as disputas da segunda competição, que se inicia logo de manhã a partir das 9h na igreja Afonso Camargo, no Parque do Jordão.

As provas do CiPO têm distâncias maiores, cada uma referente à categoria escolhida pelos participantes, onde estes não percorrem apenas área urbana, mas há trajeto por meio de matas, rios, cachoeiras, entre outros lugares.

A expectativa é de que um grande número de competidores se reúna na cidade para a disputa das competições. Serão atletas de alto nível de várias cidades do nosso estado.

O QUE É ORIENTAÇÃO?

O esporte nasceu nos países nórdicos por volta do ano 1850. Os militares trouxeram o esporte para o Brasil na década de 70 e em janeiro de 1999 foi fundada a Confederação Brasileira de Orientação (CBO).

Um mapa, uma bússola na mão, muita disposição e uma área grande e desconhecida. Pronto, você já pode começar a praticar corrida de orientação. Mas o que seria isto? Orientação é um esporte em que o praticante tem que passar por pontos de controle marcados em um determinado terreno no menor tempo possível, com o auxilio de um mapa e de uma bússola. Além disto, é uma modalidade esportiva que usa a própria natureza como campo de jogo, com isso criou-se o conceito da preservação do meio ambiente entre seus praticantes.

.

Apesar de tudo, não é tão simples quanto parece. A característica própria da orientação é escolher e seguir a melhor rota por um terreno desconhecido contra o relógio. Isto exige habilidades de orientação, tais como: leitura precisa do mapa, avaliação e escolha da rota, uso da bússola, concentração sob tensão, tomar decisão rápida, correr em terreno natural, manter o controle da distância percorrida etc. Ou seja, não basta ter apenas os equipamentos necessários. Por trás de uma prova, existe toda uma equipe para organizá-la, mapear a área, distribuir os pontos de controle e garantir a segurança dos participantes.

Fonte RedeSuldeNoticias

Related Posts

Facebook Comments