Mais do que um objeto para diminuir rendimento e equilibrar o campeonato, o restritor de potência utilizado pelos três primeiros colocados do campeonato em cada uma das corridas se mostra, também, um grande talismã. Desde que foi adotado na segunda etapa da temporada de 2015, o equipamento sempre colocou um de seus usuários no pódio.

Essa é a intenção de Raijan Mascarello para a etapa que acontece no próximo domingo em Campo Grande (MS), a terceira da temporada. É a primeira vez em suas quatro temporadas na categoria dos caminhões que o piloto mato-grossense utilizará o equipamento. Ele está em terceiro lugar no campeonato, atrás apenas de Felipe Giaffone e Diogo Pachenki.

“Não faço ideia de como será o rendimento do caminhão. Será a primeira vez que usarei o restritor. Mas temos um equipamento bom, bem ajustado e forte, especialmente para as retomadas e retas. Acredito que se tiver alguma diferença, será mínima”, aponta o piloto da ABF Racing Team, que leva em seu caminhão #21 as marcas Hamakk, Pontual Cáceres, Agroeste, Maxxicase e Fazenda Comil.

Estatística
Felipe Giaffone, Wellington Cirino e Djalma Fogaça foram os primeiros a utilizarem os restritores em 2015, justamente em Campo Grande (MS), local da etapa do próximo domingo. Fogaça conseguiu repetir o pódio. Totti deixou a capital do Mato Grosso do Sul como líder do campeonato, e voltou ao pódio em Londrina, local da terceira etapa.

A história se repetiu com Felipe Giaffone, que chegou ao Velopark como segundo colocado do campeonato, e conseguiu o segundo lugar no pódio gaúcho.

Goiânia foi a primeira cidade a colocar os três pilotos com restritores no pódio. Quando chegaram, Giaffone, Salustiano e Fogaça estavam à frente da competição. Giaffone venceu, Salu foi segundo e Fogaça terminou em quarto.

As estatísticas se confirmam a partir da sétima etapa, quando o campeonato afunilou para os nomes de Felipe Giaffone, Leandro Totti e Paulo Salustiano. Os três foram pódio na 9ª e 10ª etapas.

Na temporada de 2016, Giaffone, Salustiano e Pachenki largaram na frente da classificação. O que se viu na segunda etapa foi Felipe Giafone e Diogo Pachenki repetindo o pódio.

“São dados interessantess que mostram que um bom acerto pode equacionar as disputas mesmo com o uso do restritor. Nossa equipe já está trabalhando para isso”, conta Raijan.

A programação em Campo Grande começa na sexta-feira com a realização de dois treinos livres. No sábado, acontece mais um treino livre e o treino de classificação. A terceira etapa da Fórmula Truck está programada para domingo (15), às 13h15 (horário de Brasília).

 

 

Related Posts

Facebook Comments