O Programa Talento Olímpico do Paraná – TOP 2016 já tem 13 bolsistas garantidos nos Jogos Rio 2016. Até o momento, são 11 atletas e paratletas e dois técnicos que defenderão o Brasil e o Paraná no evento.

 

Criado em 2011 pelo Governo do Estado, visando transformar o Paraná em uma referência em esportes olímpicos e paralímpicos, os frutos são evidentes. Em 2012, nos Jogos de Londres, o projeto teve seis bolsistas presentes – quatro atletas e dois técnicos. Para 2016, o TOP já tem duas vezes mais e a previsão é a de que esses números sejam ainda maiores.

 

Dos seis bolsistas presentes nos Jogos de Londres 2012, cinco deles continuam no programa e estarão no Rio de Janeiro: o esgrimista Athos Schwantes, o mesatenista paralímpico Claudiomiro Segatto, o atirador paralímpico Carlos Garletti, e os técnicos Darlan Ciesielski (bocha paralímpica) e James Walter Lowry Neto (tiro esportivo). O sexto seria o multicampeão do vôlei de praia Emanuel Rêgo, que se aposentou este ano.

 

“É maravilhoso olhar os resultados desse programa, criado pelo Governador Beto Richa, e perceber que seus objetivos têm sido alcançados e, em muitos casos, superados. Duplicar, quem sabe triplicar, a quantidade de bolsistas TOP 2016 nos Jogos do Rio, em comparação a Londres, era um objetivo, e esse já foi alcançado.”, celebrou o Secretário do Esporte e do Turismo Douglas Fabrício.

 

A estimativa atual prevê que o número de bolsistas do programa presentes nos Jogos Rio 2016 possa ultrapassar duas dezenas.

“Este resultado, que nos causa muita satisfação, nos dá a certeza de que vale a pena investir no esporte como um ativo transformador da sociedade, não só na revelação e fomento a talentos, que nos proporcionam tanta alegria, mas de consolidação de um Estado mais justo e mais equânime para proporcionar oportunidades em todos os setores a todos os cidadãos”, comentou o governador Beto Richa.

 

O Talento Olímpico do Paraná é o maior programa, entre todos os estados brasileiros, de fomento aos esportes olímpicos e paralímpicos, em número de bolsas e valores investidos. Atende 1600 atletas, paratletas e técnicos, de jovens promessas a estrelas de renome internacional. Caso, por exemplo, da atual campeã do Circuito Mundial de Vôlei de Praia, Ágatha Bednarczuk.

 

São seis categorias de bolsas – Formador, Técnico Formador, Escolar, Técnico, Nacional e Olimpo – com valores que vão de R$ 150,00 a R$ 4.000,00. Visa o alto rendimento, mas também atende alunos-atletas das escolas públicas do estado, em uma parceria com a Secretaria da Educação.  Tem o patrocínio exclusivo da Copel em 2016, com um investimento de R$ 4,75 milhões.

 

Bolsista TOP desde o segundo ano do programa, em 2012, a tenista Teliana Pereira foi a última, até o momento, a confirmar presença nos Jogos Rio 2016, após o fechamento do ranking mundial válido para a classificação, no último dia 06 de junho. “É uma honra fazer parte dessa equipe do Talento Olímpico do Paraná. Esse apoio faz uma grande diferença na minha carreira”, comentou Teliana.

 

Um dos primeiros atletas do programa a confirmar a vaga para as Paralimpíadas, carimbada com a conquista de dois ouros no Parapan de Toronto 2015, o mesatenista Claudiomiro Segatto é também um dos indicados do Governo do Estado para o Revezamento da Tocha Olímpica no Paraná. Ele falou sobre a reta final para os Jogos e sobre o orgulho de carregar a Tocha: “Está tudo programado. A Confederação Brasileira já tem as etapas de treinamento planejadas e agora é treinar forte. No meio disso, tem a tocha. Estou ansioso por esse momento de poder desfilar com o símbolo máximo dos Jogos”.

 

Confira os bolsistas do programa com vagas garantidas até o momento:

 

OLIMPÍADAS (05 a 21 de agosto)

 

Ágatha Bednarczuk – vôlei de praia

Atual campeã do Circuito Mundial de Vôlei de Praia

 

Ana Sátila – canoagem slalom

Ouro e prata nos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015

 

Athos Schwantes – esgrima

Campeão Sul-Americano 2015

 

Cássio Rippel – tiro esportivo

Ouro no Pan-Americano de Toronto 2015

 

Teliana Pereira – tênis

Campeã em dois torneios WTA em 2015: Bogotá e Florianópolis

 

 

PARALIMPÍADAS (07 a 18 de setembro)

 

Carlos Garletti – tiro esportivo

Campeão brasileiro 2015

 

Claudiomiro Segatto – tênis de mesa

Tricampeão Parapan-americano

 

Márcia Menezes – halterofilismo

Primeira medalhista do país em campeonatos mundiais da modalidade (bronze em 2014)

 

Mari Santilli – canoagem de velocidade

Campeã Pan-Americana da modalidade em 2015

 

Rodrigo Massarutt – esgrima em cadeira de rodas

Dois ouros (individual e equipes) no Regional das Américas 2016

 

Welder Knaf – tênis de mesa

Prata nas Paralimpíadas de Pequim 2008

 

 

TÉCNICOS

 

Darlan Ciesielski – bocha paralímpica

Técnico bicampeão paralímpico (2008 e 2012)

 

James Walter Lowry Neto – tiro esportivo paralímpico

2º lugar no International Shooting Competition of Hannover 2015

Related Posts

Facebook Comments