O Londrina voltou à Série B do Campeonato Brasileiro depois de 12 longos anos. Na última edição que participou, o Tubarão amargou várias derrotas e terminou na última colocação. A partida de estreia no Estádio do Café, que recebeu o segundo jogo oficial após a reforma promovida pela Prefeitura Municipal, incluindo a troca do gramado, foi contra o CRB de Alagoas, que no ano passado concluiu a competição na 11º posição.

O time alagoano veio ao Norte do Paraná com alguns medalhões, como o meia Gérson Magrão, que já desfilou pelo Santos, e o atacante Neto Baiano, conhecido por balançar as redes por inúmeras vezes. O centroavante também já passou por clubes de renome do futebol nacional.

Do outro lado do campo, o Tubarão confiou as jogadas no pé dos laterais Igor e Léo Péle, campeão da Primeira Liga pelo Fluminense. No ataque, a missão de alegrar o torcedor no Café ficou por conta de Jô, trazido do São José – RS. Ele, junto com Bruno Batata, era a esperança de gols da equipe alviceleste.

O corre-corre registrado nos minutos iniciais durou o resto do primeiro tempo. O Londrina apostava no apoio de Igor, que constantemente alçava bolas para o cabeceio de Jô e Batata. Em um dos lances de mais perigo, o novo contratado do LEC fintou dois jogadores do CRB, mas desperdiçou o chute. Aos 30 minutos, Rafael Gava demonstrou correria e também arriscou vários chutes – um deles espalmado com dificuldade pelo goleiro Juliano.

Mesmo com as investidas, o Tubarão não teve sucesso por causa da forte marcação dos alagoanos, que também eram perigosos com jogadas de Luigi, revelação do Campeonato Alagoano, e Bocão, que volta e meia alçava bolas na defesa do LEC.

No segundo tempo, o Tubarão voltou apostando nos ataques coordenados por Jô. O CRB, esperto na partida, abriu o placar aos 13 minutos, em belo aproveitamento de Luigi. O jovem dominou e mandou no canto esquerdo de Marcelo Rangel. Antes disso, o zagueiro Matheus tocou para trás, deixando a revelação livre para marcar o primeiro e único gol da partida.

Dois minutos depois, a zaga voltou a se atrapalhar. Dakson chegou com perigo, fintou jogadores do LEC e chutou forte. Marcelo Rangel fez brlhante defesa, evitando mais desânimo para os 3.741 torcedores que compareceram ao Estádio do Café.

O técnico Tencati retirou Diogo Roque, Jô e Netinho e deu chances para Itamar, Zé Rafael e Paulinho Mocelin. Este aproveitou várias jogadas pelo lado esquerdo, mas foi barrado pela forte marcação do time alagoano. Gava insistiu em jogadas com Bruno Batata, que há 14 jogos não balança a rede.

O juiz deu três minutos de acréscimo, mas o Tubarão não demonstrou a mesma intensidade do primeiro tempo. Apesar da queda no rendimento, Paulinho Mocelin tentou rebote nos minutos finais, mas a bola saiu pela linha de fundo. Com a derrota, jogadores deixaram o Café vaiados pela torcida.

O próximo compromisso do Londrina na Série B será na próxima sexta-feira (20) contra o Goiás, que caiu para a segunda divisão no ano passado. A partida está programada para às 20h30 no Estádio Serra Dourada.

Fonte: Bonde

Related Posts

Facebook Comments