Felipe Giaffone abriu como o mais veloz dos treinos livres da quinta etapa da Fórmula Truck. Na tarde desta sexta-feira, o vice-líder do Campeonato Brasileiro completou os 3.145 metros do Autódromo Ayrton Senna, em Londrina, Norte do Paraná, em 1min36s935, média de 116,8 km/h. O segundo colocado foi Paulo Salustiano, seguido por André Marques e por Wellington Cirino. Na tarde deste sábado acontece a definição da pole position e a corrida está marcada para domingo às 13 horas.

Por ocuparem, respectivamente, o segundo e o terceiro lugares na classificação geral da Fórmula Truck, Giaffone e Salustiano utilizam o restritor de potência nos caminhões. Giaffone usa o de 72 milímetros e Salustiano o de 74mm. Com isso, eles deixam de aproveitar toda a potência dos motores Volkswagen e Mercedes-Benz.

Incêndio no caminhão de Rogério Castro

Na primeira parte do treino livre o caminhão de Rogério Castro apresentou problema na turbina e pegou fogo na carenagem lateral direita. Como ele estava próximo dos boxes, retorbou e o incêndio foi apagado rapidamente.

Uso dos restritores

A decisão pela modificação no regulamento técnico do uso dos restritores foi tomada em conjunto pelas equipes, pilotos e organização da Fórmula Truck na corrida de Campo Grande, Mato Grosso do Sul e colocada em prática pela primeira vez neste treinamento em Londrina.

Com essa definição, a partir de Londrina e até a penúltima corrida, marcada para dia 6 de novembro em Guaporé, Rio Grande do Sul, o líder na classificação geral (Diogo Pachenki) que usar o restritor de 70mm vai perder cerca de 140 cavalos de potência, o segundo colocado (72mm) deixa de usar 120 HP, o terceiro (74mm) cerca de 100 cavalos, o quarto, David Muffato, 76mm, em torno de 50 e o quinto colocado (Alex Fabiano) aproximadamente 30 HP.

Related Posts

Facebook Comments