O Coritiba perdeu para o Atlético-MG por 2 a 1, na noite desta segunda-feira (18), e caiu para a vice-lanterna no encerramento da 15ª rodada do Brasileiro. O resultado no Independência aumenta a pressão sobre o técnico interino Pachequinho. A diretoria decidirá no fim do primeiro turno se manterá o auxiliar ou contratará outro treinador. Nos 10 jogos em que esteve no comando, Pachequinho tem apenas 36,6% de aproveitamento, com duas vitórias, cinco empates e três derrotas.

Com apenas 15 pontos, esta é a sexta vez que o Coxa fica entre os quatro últimos colocados. Desde a 5.ª rodada a zona da degola assombra o Alviverde, sendo que lugar mais alto na tabela depois das cinco partidas iniciais foi a 15.ª posição.

O Coxa, junto com América-MG e Figueirense – que também integram o Z4 –, são as únicas equipes que ainda não venceram fora de casa no Brasileiro. Já são dois empates e cinco derrotas longe do Couto Pereira. Na próxima rodada, outro compromisso fora: Santa Cruz, sábado (23), às 18h30, no Arruda.

 Pachequinho sacou o atacante Leandro e escalou três volantes. Edinho formou a trinca com João Paulo e Alan Santos para reforçar a marcação no meio de campo e frear a ofensividade mineira. Mas a dupla dos badalados atacantes Fred e, principalmente, Robinho levou a melhor.

Com apenas 1,72 m, Robinho recebeu o cruzamento do volante Eduardo e subiu livre no meio da defesa para cabecear forte no canto de Wilson, aos 40/1.º.

O empate veio aos 30/2.º. Kléber fez o pivô e tocou de letra, deixando o lateral Carlinhos na cara do goleiro para empatar no chute de perna direita.

Mas o “Rei das Pedaladas” marcou o seu segundo na partida e o sexto no Brasileiro. Aos 39/2.º, o atacante completou livre o cruzamento e decretou o placar.

Related Posts

Facebook Comments