A atleta Tatiane Raquel da Silva, está a apenas 10 segundos do índice para integrar a equipe brasileira de Atletismo nas Olimpíadas do Rio. Na última competição, Tati abaixou mais dois segundos nos 1500 metros e um minuto nos 3000 metros com obstáculos. “Estou treinando muito e me preparando para competições mais fortes. Estou na melhor fase da minha carreira, com o melhor condicionamento e sei que estou no caminho certo”, destaca.

No auge da carreira, a atleta acredita que o incentivo que recebe dos familiares, amigos e pessoas que nem conhece, mas que demonstram a torcida por ela em redes sociais, ainda seja o maior combustível para ir além. “Temos cobrança sim e também é positivo, mas o incentivo, o apoio moral das pessoas dizendo que acreditam que você irá conseguir é uma mola propulsora para o atleta e agradeço demais por isso”, diz.

Integrando a equipe do Londrina Caixa, mas residindo e treinando em Guarapuava, Tati conta com um grupo de peso na preparação do seu condicionamento físico e psicológico. Karla Varela trabalha com Tati o fortalecimento muscular, enquanto a Dra. Fernanda França é responsável acompanhamento das sessões de fisioterapias da atleta. A psicóloga Mireille Gelinski é responsável pelo aporte psicológico de Tati e João Marcelo Bueno é o personal.

Tati conta que o seu lugar preferido para treinar é a trilha do Parque das Araucárias. “O percurso é muito bom e exige condicionamento, além de ser um lugar lindo, calmo, com ar puro e energia que vem da natureza”, explica. São 4 horas intensas de treinos diários. “Geralmente vou para lá às 9h da manhã. Um treino puxado assim desgasta o atleta pelo resto do dia”, conta.

PATROCÍNIO

A Faculdade Guairacá é a patrocinadora oficial da atleta em Guarapuava. Para o próximo desafio, uma competição nos Estados Unidos no dia 1º de maio, a atleta depende também de outros empresários dispostos a ajudá-la a conquistar a vaga olímpica. “Com a Lei de Incentivo ao Esporte, o empresário pode ser isento de alguns impostos e estará colocando a marca de sua empresa em destaque na mídia nacional e internacional”, explica. Tati precisa de R$ 6 mil para custear a viagem.

NONA MELHOR MARCA SUL-AMERICANA DE TODOS OS TEMPOS

Na primeira etapa do Campeonato Paulista Menor, Juvenil e Adulto de Atletismo, realizada no último final de semana, na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo, São Paulo, Tati, nos 3.000 m com obstáculos, mesmo correndo sozinha, obteve 9’55”72, nona melhor marca de todos os tempos no ranking sul-americano. Uma das melhores performances da competição.

MULHER ATLETA

Tati é mulher, mãe, esposa, filha, estudante e atleta. Mesmo em busca do sonho profissional, precisa continuar gerindo a vida familiar e confessa que ficar longe da filha Letícia Gabriely Silva Senger e do esposo Guilherme Willer Senger, é o que mais lhe custa. “As competições, os treinos fora do país são desgastantes, porém fundamentais. Acabei de ficar um mês na Colômbia, o que foi ótimo para minha preparação, mas a saudade pesa. Ficar longe deles é mais um sacrifício e cada suor do meu rosto é por eles e para eles”, finaliza.

Fonte: RedeSuldeNotícias

Related Posts

Facebook Comments