Com reforços, LEC quer segundo turno diferente

Com reforços, LEC quer segundo turno diferente

Depois de um primeiro turno vexaminoso, o Londrina inicia a disputa da Taça Caio Júnior, o segundo turno do Campeonato Paranaense, neste domingo (4), às 16 horas, no estádio do Café. Questionado sobre o fato de apenas três pontos separarem o Londrina do Prudentópolis, adversário deste fim de semana e último colocado na classificação geral, o técnico Ricardinho minimizou essa pouca diferença. “Se uma equipe consegue vencer dois jogos, dá um salto enorme”, expôs.

Sobre o Prudentópolis ter conseguido treinar mais devido à pausa maior entre os jogos (enquanto o Londrina jogou pela Copa do Brasil, o adversário deste domingo não disputa uma partida desde 14 de fevereiro), o treinador argumentou que a dificuldade desse jogo não difere da de outros.

“Para buscar a confiança de nossa equipe e do torcedor, tudo se resume à produtividade que tivermos no jogo. Para trazermos (a torcida) de volta para o nosso lado, para dar confiança na continuidade dos jogadores, tudo é consequência dos resultados. Mudamos e vamos continuar mudando o planejamento em relação aos objetivos à frente. Montamos esse time não só visando o segundo turno, mas também a Série B (do Brasileiro), que é um dos principais objetivos do clube”, justificou o técnico.

Na tarde de sexta-feira (2), o Londrina apresentou quatro reforços para a sequência da temporada: os laterais-esquerdos Roberto e Patric, o zagueiro Lucas Costa e o volante Lorenzi. Como dificilmente o meia Dudu conseguiria ser regularizado a tempo para o Campeonato Paranaense (o prazo para inscrições venceu na sexta), apenas esses quatro estarão disponíveis para o jogo contra o Prudentópolis no domingo. Isso trará uma mudança de estrutura ao time e possivelmente alguns deles já sairão jogando.

“A gente vive um momento de mudanças, de uma transição do término do primeiro turno e da Copa do Brasil. Há uma expectativa de montar uma nova equipe, com novos jogadores, para que a gente possa iniciar bem e ter um segundo turno melhor que o primeiro”, apontou Ricardinho.

Segundo o treinador, sempre há uma boa expectativa em relação à chegada de novos atletas. “A gente procura observar o jogador para fazer uma análise ampla e espera que esses jogadores possam retribuir com a qualidade. A chegada deles está mexendo um pouco com a estrutura do grupo. No perfil deles, não entram só características em campo do jogador, mas o profissionalismo e a forma como ele encara a competição”, afirmou Ricardinho.

O técnico do Tubarão argumentou que a experiência credencia esses jogadores a terem oportunidades de cara – e a expectativa é de reação. “Facilita ter esses jogadores que já atuaram na Série B. A gente espera chegar às semifinais do segundo turno do Paranaense para arrumar a equipe, que nos convença em produtividade e resultado. Quando se consegue ter desenvolvimento, tem regularidade de resultado, e em cima disso estamos trabalhando os jogadores novos que têm chegado para obter resultados melhores”, projetou o técnico.

O capitão Germano, submetido a uma artroscopia no tornozelo esquerdo na sexta-feira, desfalcará o Londrina por 60 dias.

EM LONDRINA

Londrina
César; Matheuzinho, Dirceu, Lucas Áfrico (Lucas Costa) e Patric (Roberto); Lorenzi, Moisés e Anderson; Marcelinho, Miullen e Carlos Henrique. Técnico: Ricardinho

Prudentópolis
Adilson; Nei, Salazar, João Paulo e Edu Pina; Fernando Gomes, Cícero, Lucas Machado e Safira; Matheus Oliveira e Danilo Medeiros. Técnico: Júlio Sérgio

Árbitro: Rodrigo Aparecido Pereira
Estádio: Café
Horário: 16 horas (de domingo)

Related Posts

Facebook Comments