Sob vaias, Operário empata com o Londrina

Sob vaias, Operário empata com o Londrina

O jejum de vitórias do Operário Ferroviário aumentou na tarde deste domingo (10). Atuando no Germano Krüger, o Fantasma ficou apenas no empate de 1 a 1 com o Londrina, pela estreia da Taça Dirceu Krüger – segundo turno do Campeonato Paranaense. O resultado deixou as duas equipes no meio da tabela, pois Athletico e Foz venceram os compromissos pelo Grupo A.
Para a equipe comandada por Gerson Gusmão, que não conquista uma vitória há cinco jogos no Estadual, a solução será buscar pontos fora de casa. Nas próximas quatro partidas, o Alvinegro será visitante em três.

1º TEMPO
Com Cleyton e Robinho entre os titulares, o Operário começou a partida com mais ‘leveza’ e movimentação no campo ofensivo. Serginho Paulista e Rafinha tiveram oportunidades seguidas antes dos cinco minutos. Apertando a marcação, o Fantasma conquistou o escanteio que culminou no primeiro gol. E quem marcou foi o zagueiro Sosa, que completava 100 jogos na tarde

Após o gol, a partida ficou mais faltosa em Vila Oficinas. A situação dava mais presença ao Londrina no ataque. O Tubarão alcançou a igualdade aos 25 minutos, quando Germano teve espaço e arriscou de fora da área. O lance seguiu e Anderson Oliveira colocou na rede.

A equipe comandada por Gersinho começou a apresentar dificuldades para conter os pontas do adversário, principalmente a velocidade de Anderson Oliveira. Aos 33 minutos, ele quis driblar todo mundo antes de finalizar e perdeu uma boa chance de virar. Dez minutos depois, o Operário ficou no prejuízo. Schumacher, que estava mancando, precisou deixar o campo. O time perdeu a referência do centroavante.

2º TEMPO
A etapa complementar começou mais morna em Vila Oficinas. Rafinha e Chicão executaram as primeiras finalizações, mas sem sucesso. O técnico Alemão, do Londrina, precisou sacar o lateral Raí Ramos – lesionado, colocando Anderson Leite no improviso.
Já Gersinho optou por Quirino no lugar de Rafinha, que aparecia pouco pelo lado esquerdo. A alteração deu ao Fantasma mais alternativas ofensivas e Batatinha quase colocou os donos da casa em vantagem; Alan espalmou.
Enquanto os visitantes apostaram em Luquinha na vaga de Marcinho, o Operário foi de estreante.

Sem jogar há quatro meses uma partida oficial e com pouco entrosamento, Eduardo teve dificuldades nas movimentações e na decisão das jogadas. De quebra, o duelo como um todo caiu de rendimento. Nos instantes finais, o Operário pecou no passe final. Uma vez com o próprio Eduardo e outra com Lucas Batatinha.
Na última empreitada, Cleyton bateu cruzado e Alan deu o rebote. Na sobra, Eduardo arriscou uma bicicleta e isolou, determinando o empate em Vila Oficinas.

PRÓXIMA PARTIDA – REVANCHE?
No próximo domingo (17), o Operário reencontra o Toledo – equipe responsável pela eliminação alvinegra no primeiro turno do Estadual. O embate será novamente no Estádio 14 de Dezembro, em Toledo, às 16h.

FICHA TÉCNICA
Operário: Simão; Pedrinho, Alisson, Sosa e Peixoto; Chicão, Serginho Paulista, Robinho (Eduardo), Cleyton e Rafinha (Quirino); Schumacher (Lucas
Batatinha). Técnico: Gerson Gusmão
Londrina: Alan; Raí Ramos (Anderson Leite), Augusto, Silvio e Felipe Vieira; Rômulo, Germano e Marcinho (Luquinha); Anderson Oliveira, Luidy e
Uelber. Técnico: Alemão

Gols: Sosa (OFEC) aos 7′ e Anderson Oliveira (LEC) aos 25′ do 1º tempo.
Cartões amarelos: Pedrinho, Chicão e Serginho Paulista (Operário); Raí Ramos, Sílvio e Alan (Londrina)
Local/Data: Estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa (PR) | 10/03/2019
Árbitro: José Mendonça da Silva Junior
Assistentes: Alessandro Antônio Gonçalves e Giovani Marlus de Oliveira Massoquetto
Público e Renda: 4.771 pagantes | 4.977 total | R$ 105.880,00

Fonte: Net Esporte Clube

 

Related Posts

Facebook Comments