O técnico Gilson Kleina não descarta escalar Kléber e Ortega juntos no ataque do Coritiba para as quartas de final do Campeonato Paranaense. Na vitória por 3 a 1 sobre o Maringá, domingo (27), que garantiu a classificação alviverde e decretou o rebaixamento da Zebra, Kléber foi o escolhido para começar a partida e marcou o terceiro gol aos 49 do segundo tempo. Já o paraguaio Ortega, liberado para jogar após cumprir suspensão no Atletiba, entrou no segundo tempo e atuou cerca de 20 minutos ao lado do Gladiador.

“Quando você coloca dois jogadores de área, você fica mais ofensivo e tem mais presença de área. Mas também precisa falar do outro lado. Você sacrifica um pouco mais o Kléber para ajudar o volante e a transição defensiva fica sobrecarregada”, pontuou Kleina.

O técnico Gilson Kleina não descarta escalar Kléber e Ortega juntos no ataque do Coritiba para as quartas de final do Campeonato Paranaense. Na vitória por 3 a 1 sobre o Maringá, domingo (27), que garantiu a classificação alviverde e decretou o rebaixamento da Zebra, Kléber foi o escolhido para começar a partida e marcou o terceiro gol aos 49 do segundo tempo. Já o paraguaio Ortega, liberado para jogar após cumprir suspensão no Atletiba, entrou no segundo tempo e atuou cerca de 20 minutos ao lado do Gladiador.

“Quando você coloca dois jogadores de área, você fica mais ofensivo e tem mais presença de área. Mas também precisa falar do outro lado. Você sacrifica um pouco mais o Kléber para ajudar o volante e a transição defensiva fica sobrecarregada”, pontuou Kleina.

Related Posts

Facebook Comments