Entre 26 de agosto e 4 de setembro a cidade de Curitiba voltará a ser palco de um grande torneio de tênis. O Torneio Internacional Challenger Aberto do Paraná vai acontecer nas quadras de saibro do Graciosa Country Club com premiação de U$ 50 mil e participação de tenistas do Brasil, Argentina, Equador, Cazaquistão, Espanha, República Dominicana, Sérvia e Suécia, valendo pontos para o ranking ATP.

Seis brasileiros estão inscritos na chave principal do torneio. José Pereira, João Souza, Guilherme Clezar, Carlos Eduardo Severino, Daniel Dutra da Silva e Caio Zampiere são os representantes do Brasil na competição. Os torneios Challengers são o degrau de acesso dos jovens tenistas aos torneios ATP, Marters Series e Grand Slams.

No total, 22 atletas estão na chave principal. O tenista mais bem ranqueado na ATP que vai jogar o Challenger é o brasileiro João Souza, natural de Mogi das Cruzes (SP) e atual 118º do mundo. O tenista de 28 anos sagrou-se campeão dos Challengers de Cortina e de Fano, na Itália.

João, que também é conhecido como Feijão, está nos Estados Unidos para disputar o quali do US Open na próxima semana. Ele treina no Rio de Janeiro e detém a marca de dez vitórias consecutivas em torneios internacionais. Caso passe pelo qualifying no US Open, o tenista vai optar por não ir a Curitiba.

“Se eu participar do torneio Aberto do Paraná, acho que posso ir bem. É sempre muito bom jogar no Brasil com a torcida a favor. Vivo um bom momento e quero aproveitar para seguir vencendo e subindo no ranking. O objetivo é entrar no Top 100 para disputar as maiores competições nível ATP”, revela Feijão.

O Torneio Internacional Challenger de Tênis Aberto do Paraná tem o patrocínio da Copel Telecom e copatrocínio da Faculdade Estácio. Material Esportivo Oficial – FILA. Bola Oficial – Wilson. Hotel Oficial Alta Reggia Plaza Hotel. Apoio da Secretaria do Esporte e do Turismo do Estado do Paraná, Graciosa Country Club, Confederação Brasileira de Tênis e Federação Paranaense de Tênis. Evento Oficial – ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) com promoção da Koch Tavares. O torneio é realizado pela ABCD MEPA (Associação para a Criação e Desenvolvimento de Modalidades Esportivas Praticadas em Areias), através da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte.

Formas de disputa

O Qualifying para o Challenger Aberto do Paraná será disputado numa chave com 16 jogadores, sendo 12 inscritos e mais 4 que entrarão com wild cards (convites que podem ser disponibilizados a qualquer momento pelos organizadores). A chave principal de simples é jogada com 32 atletas, sendo 24 inscritos, 4 qualifyiers e mais 4 wild cards. As duplas serão disputadas por 16 equipes, direto na chave principal.

O torneio é disputado apenas no naipe masculino e faz parte da Super Semana de Esporte e Cultura promovida pelo Graciosa nos meses de agosto e setembro, com show internacional de música e um torneio amador de golfe, além do Aberto do Paraná de Tênis. Desde 2010 o Estado do Paraná não recebia uma etapa nível Challenger da modalidade.

Tenista radicado no Paraná joga pela primeira vez em casa num torneio de nível Challenger

O pernambucano radicado no Paraná, José Pereira (irmão da tenista Teliana Pereira), está na Polônia disputando o ITF Future U$ 25mil, [e outro tenista confirmado no torneio Aberto do Paraná. Atual 354º do mundo, ele disse que está se preparando bem para fazer boas apresentações em casa.

“Estou me preparando muito bem, venho treinando muito forte e participando de grandes torneios para chegar bem em Curitiba e dar o meu melhor dentro de quadra. Sei que tenho condições de estar entre os melhores e o meu objetivo é ganhar o Challenger”, afirma José, que é bolsista do TOP 2016, o maior programa estadual de bolsa-atleta do Brasil.

Sobre o patrocínio estadual, Pereira considera a ajuda governamental fundamental para levar adiante o sonho de tornar-se um tenista top do mundo. “Acho importante demais esse apoio do TOP, pois ajuda a seguir competindo e nos motiva a seguir o sonho de ser um grande tenista”, comenta.

A coordenadora estadual do TOP 2016, Denise Golfieri, elogiou o progresso do tenista ao longo dos anos. “O Zé Pereira é bolsista do Talento Olímpico desde 2013 e ter atletas de alto nível como ele, federados e patrocinados pelo Governo do Paraná, fortalece e incentiva ainda mais o tênis paranaense”, afirma Denise, que completa.

“Veja o exemplo da Teliana Pereira. Ela é bolsista desde 2012, um ano a mais que o irmão, e chegou aos Jogos Olímpicos sendo apoiada pelo TOP. Neste caminho, tornou-se número um do ranking nacional e conquistou dois títulos de WTA. Temos certeza que o Zé e outros de nossos bolsistas, alguns hoje com apenas 12 anos, também irão trilhar o caminho da vitória”, aponta.

O tênis paranaense tem 29 atletas bolsistas e técnicos, de nível escolar a olímpico, atendidos pelo TOP 2016.

Tenistas confirmados na Chave Principal do Torneio Internacional Challenger (o ranking é atualizado toda segunda-feira no site da ATP)

João Souza BRA

Guido Andreozzi ARG

Nicolas Kicker ARG

Ruben Ramirez Hidalgo ESP

Facundo Arguello ARG

Pere Riba ESP

Guilherme Clezar BRA

Dmitry Popko KAZ

Agustin Velotti ARG

Miki Jankovic SRB

Emilio Gomez ECU

Juan Ignacio Londero ARG

Maximiliano Estevez ARG

Jose Hernandez-Fernandez DOM

Giovanni Lapentti ECU

Juan Pablo Paz ARG

Carlos Eduardo Severino BRA

José Pereira BRA

Christian Lindell SWE

Daniel Dutra da Silva BRA

Caio Zampieri BRA

Facundo Mena ARG

Related Posts

Facebook Comments