O Atlético Paranaense está no G4 do Campeonato Brasileiro. O time alcançou a 4ª colocação nessa segunda-feira (dia 11) à noite, ao vencer o Cruzeiro por 3 a 0, no Mineirão, pela 14ª rodada. A equipe mineira ficou na 15ª posição, com 15 pontos.

O técnico da seleção brasileira, Tite, estava no Mineirão assistindo à partida e viu de perto a boa atuação do meia-atacante Marcos Guilherme, que participou dos três gols do Atlético. Outro destaque da partida foi o goleiro Weverton, com quatro defesas importantes.

O goleiro Weverton rasgou elogios ao técnico Paulo Autuori logo após a vitória, em entrevista ainda no gramado do Mineirão. “Não fizemos um bom primeiro tempo. Mas o Paulo é um cara diferenciado. Ele brilhou no vestiário. Levou o time para cima. As substituições foram muito bem. A equipe inteira está de parabéns”, declarou.

ARTILHEIROS
O atacante André Lima é o artilheiro do Atlético no ano, agora com 12 gols. Ele chegou à marca de quatro gols no Brasileirão – agora é o goleador do time na competição. O meia-atacante Pablo soma quatro gols em 2016 (um no Brasileirão).

ARBITRAGEM
A arbitragem anulou gol legítimo do Atlético, aos 15 do 2º, quando o placar marcava 0 a 0. Nikão recebeu nas costas da defesa e marcou o gol. O bandeirinha errou e marcou impedimento.

MURALHA
O Atlético só sofreu um gol nos últimos seis jogos – derrota por 1 a 0 para o Coritiba.

ANFITRIÃO MANSO
O Cruzeiro é o pior mandante do Brasileirão, com apenas 1 vitória, 3 empates e 3 derrotas em casa.

TÉCNICO
O técnico Paulo Autuori completou 29 jogos no comando do Atlético, agora com 15 vitórias, 5 empates e 9 derrotas.

ESCALAÇÃO
O Atlético não tinha o zagueiro Thiago Heleno e o volante Deivid, lesionados. Autuori manteve o time no 4-2-3-1, com Walter no ataque. André Lima começou no banco. O Cruzeiro teve a estreia do atacante Rafael Sóbis, que estava no Tigres, do México.

PRIMEIRO TEMPO
O Cruzeiro teve domínio absoluto do primeiro tempo, com 61% de posse de bola e 14 finalizações (contra apenas 3 do Atlético). O time mineiro chegava bem com Lucas e Arrascaeta pela direita. O trio Robinho, Sóbis e Willian levava perigo em dribles, passes e chutes. A equipe paranaense teve dificuldades na defesa, não conseguiu marcar no meio-campo e pouco atacou nesse período.

SEGUNDO TEMPO
O Atlético organizou a marcação e passou a atacar com frequência no 2º tempo. A partir dos 15 minutos, com as substituições de Autuori, o time matou o jogo, com gols aos 20, 22 e 36 minutos. O Cruzeiro ficou atordoado e não conseguiu reagir.

SUBSTITUIÇÕES
Aos 14 minutos do 2º tempo, Walter saiu lesionado. Entrou André Lima. Aos 15, saiu o armador Vinícius e entrou o velocista Marcos Guilherme. O Cruzeiro mudou aos 23 do 2º: saiu Cabral e entrou Allano. Outra mudança aos 31 do 2º, com a saída do armador Robinho e a entrada do atacante Riascos. O Atlético fortaleceu a defesa aos 33 do 2º: tirou o meia Nikão e colocou o zagueiro Marcão, que entrou como volante. Hernani passou para a meia-esquerda. Aos 41 do 2º, entrou Federico Gino no lugar de Sóbis.

CRUZEIRO 0 x 3 ATLÉTICO-PR
Cruzeiro: Fabio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Edimar; Henrique, Robinho (Riascos), Ariel Cabral (Allano) e Arrascaeta; Willian e Rafael Sóbis (Federico Gino). Técnico: Paulo Bento
Atlético: Weverton; Léo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Hernani, Nikão (Marcão), Vinícius (Marcos Guilherme) e Pablo; Walter (André Lima). Técnico: Paulo Autuori
Gols: Pablo (20-2º) e André Lima (22-2º e 36-2º)
Cartões amarelos: Weverton, Wanderson, Vinícius, Marcão (A). Arrascaeta (C).
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Local: Mineirão

Related Posts

Facebook Comments