A Seleção Júnior Feminina de Handebol segue imbatível no Pan-Americano de Foz do Iguaçu (PR). Na noite desta quinta-feira (17), no Ginásio Costa Cavalcanti, o Brasil bateu o Chile por 33 a 21 (17 a 7 no primeiro tempo) e segue na liderança da competição de forma invicta. Nesta sexta-feira (18), as brasileiras encaram a Argentina, também com 100% de aproveitamento no campeonato, na partida que será a “final antecipada” do Pan-Americano Júnior Feminino.

No primeiro tempo do confronto contra o Chile, o Brasil aproveitou bastante os arremessos precisos da armadora esquerda Mariane Fernandes para abrir vantagem. Com a defesa funcionando e a goleira Alice Silva inspirada, as brasileiras também criaram muitos contra-ataques e fecharam a primeira etapa em 17 a 7.

No segundo tempo, o Chile voltou com uma defesa mais sólida e começou a diminuir a vantagem brasileira. Mas com os arremessos de longe de Gabriela Bitolo e as fintas de Bruna de Paula, o Brasil voltou ao jogo. A partir da metade do período, com a vitória já definida, o técnico Daniel Suarez, o Cubano, começou a rodar bastante a equipe e as jogadoras que entraram descansadas ajudaram o Brasil abrir ainda mais o placar e fechar o jogo em 33 a 21.

Segundo o técnico do Brasil, Daniel Cubano, a Seleção ainda precisa corrigir alguns erros defensivos para a partida contra a Argentina. “A equipe oscilou bastante e isso não é bom. Não podemos perder a concentração como aconteceu hoje. Também temos que corrigir os erros defensivos que cometemos para o confronto contra a Argentina. Será um jogão, é o grande clássico da América”, disse.

Destaque nos minutos finais do duelo, a central Talita Carneiro contou da exigência do treinador para que as atletas sempre joguem o seu melhor. “O Cubano sempre fala que temos que dar o máximo independente do tempo que vamos ficar em quadra. Foi o que aconteceu comigo hoje. Joguei pouco, mas pude contribuir com a equipe”, disse ela, que já está com a cabeça no confronto contra a Argentina. “A concentração começa a partir de agora. O contra-ataque delas é o principal ponto, então temos que ter um rápido retorno defensivo. Além disso, elas têm uma pivô forte que pode fazer a diferença”, analisou Talita.

Gols do Brasil: Bruna de Paula (5), Marilene (5), Ana Luiza (4), Bitolo (4), Mariane (4), Talita (3), Ana Carolina (2), Juliana (2), Nicole (2), Camila (1) e Jéssica (1).

Tabela

Terça-feira (15)
Uruguai 31 x 32 Chile
Argentina 40 x 13 Canadá
Brasil 38 x 18 Paraguai

Quarta-feira (16)
Chile 23 x 33 Argentina
Paraguai 39 x 32 Uruguai
Canadá 8 x 43 Brasil

Quinta-feira (17)
Uruguai 23 x 31 Argentina
Paraguai 36 x 23 Canadá
Brasil 33 x 21 Chile

Sexta-feira (18)
16h – Uruguai x Canadá
18h – Chile x Paraguai
20h – Argentina x Brasil

Sábado (19)
14h – Canadá x Chile
16h – Argentina x Paraguai
18h – Brasil x Uruguai

Related Posts

Facebook Comments