Copagril evita tropeço diante o lanterna

O que deveria ser uma espécie de amistoso de luxo, valendo três pontos, quase se transformou em um grande tropeço para a Copagril. Nesta quarta-feira (13), com uma boa dose de drama, os rondonenses venceram o Caramuru, de Castro, no ginásio Eurides Priebe, em Nova Santa Rosa, por 5 a 4, e subiram para o 2º lugar na Chave Ouro, com 35 pontos, quatro a menos que o líder Cascavel, restando apenas duas rodadas para o término da 1ª fase.

O jogo

A sensação de jogo-treino contra o lanterna e já eliminado Caramuru aumentou ainda mais nos primeiros minutos de partida. Logo a 34 segundos, a Copagril abriu o placar com Cristian Alfinete, aproveitando rebote de Rafinha após chute de Parrel. Aos 4’46’’, Vitor pegou de primeira o escanteio cobrado por Parrel e contou com desvio em Biro para fazer o segundo. O Caramuru tentou assustar duas vezes com Augusto, formado na base da Copagril, mas Daniel fez boas defesas. Aos 13’21’’, o goleiro Rafinha avançou até o meio da quadra e errou o passe. Ian aproveitou o vacilo e deixou Pedala livre para marcar o terceiro. A goleada parecia certa, mas faltando apenas 12 segundos para o fim da etapa inicial, Ricardinho completou na área o passe de Juninho e deu novo ânimo para o time de Castro.

Na volta do intervalo, mais uma vez a Copagril marcou no início. Com apenas 15 segundos, Vitor tabelou com Poleto e chutou forte para fazer 4 a 1. Sem exitar, o técnico Garfinho lançou Ricardinho como goleiro-linha, e a defesa rondonense entrou em colapso. Aos 1’24’’, Biro arriscou de longe e Elton, que entrou no segundo tempo, aceitou. Aos 9’57’’, Thiago encontrou Juninho na área, e com uma linda cavadinha o camisa 9 fez o terceiro do Caramuru. Para aumentar de vez o drama, aos 12’42’’, Augusto recebeu na esquerda e com muita categoria mandou no ângulo para deixar tudo igual, deixndo a torcida rondonense sem entender o que estava acontecendo. Nos 5 minutos finais as duas equipes estavam atuando com goleiro-linha. Na Copagril, Parrel foi o escolhido por Paulinho Sananduva. E quando restavam apenas 30 segundos para o fim, Gustavinho, que pouco antes havia perdido um gol incrível dentro da área, recebeu de Alfinete na direita, ajeitou para o meio e mandou uma bomba na gaveta para fazer o gol da vitória e do alívio da Copagril.

Após o jogo, o fixo Vitor, autor de dois gols na partida, avaliou a vitória apertada sobre o Caramuru e garantiu que a postura da equipe será outra diante da Assoeva: “É complicado jogar com uma equipe que usa por muito tempo o goleiro-linha. Eles tiveram muita a posse de bola e por alguns momentos ficamos confusos, mas no fim conseguimos acertar a marcação. O que vale é o empenho, às vezes deixamos a desejar no quesito de facilitar o jogo, como poderia ter sido no começo, mas mostramos que a entrega é nosso ponto forte. Contra a Assoeva tenho certeza que não será assim, pois será nossa primeira final do ano. Na Liga Nacional, na minha opinião o primeiro jogo é mais importante que o segundo, porque se conseguirmos uma vantagem diante de uma equipe como a Assoeva facilita muito pra nós decidirmos na casa deles. Temos consciência de que devemos fazer o dever de casa e estamos preparados para esse jogo muito importante”, afirmou.

Liga

No sábado (16), a Copagril inicia a disputa das oitavas-de-final da Liga Nacional contra a Assoeva, às 19h, no ginásio Ney Braga.

 

Fonte: OlhonaBola

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *