Coxa é eliminado na Colômbia

A melhor campanha internacional da história do Coritiba chegou ao fim na noite desta quarta-feira (26), no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, na Colômbia.

Com três gols do atacante Borja, o Atlético Nacional venceu o Coxa por 3 a 1, de virada, e selou a passagem para a semifinal da Copa Sul-Americana. Atuais campeões da Libertadores, os colombianos enfrentam o Cerro Porteño, do Paraguai, na próxima fase.

O triunfo consolida a excepcional fase do Nacional em seus domínios nesta temporada: nos últimos 17 jogos, o time acumula 12 vitórias e 5 empates, somando cinco meses de invencibilidade.

O time comandado por Paulo César Carpegiani saiu na frente do marcador. Aos 43 minutos do primeiro tempo, o venezuelano César González cobrou falta com perfeição e fez um golaço. Foi seu primeiro gol em 18 jogos com a camisa do Coxa.

A partir daí, caberia ao Verdão segurar a vantagem. Cenário oposto ao das últimas duas partidas da equipe, quando saiu atrás do placar e teve de correr atrás do empate: contra o próprio Nacional, no duelo de ida da Sula [1 a 1]; e contra o Fluminense, pelo Brasileiro [1 a 1].

Após o intervalo, porém, o time da casa empatou logo aos seis minutos. Borja arriscou de fora da área e venceu Wilson. Aos 14, o atacante aproveitou escanteio e, livre na área, após bobeira da zaga alviverde, virou o jogo em um golaço de voleio.

Aos 27, o árbitro anotou pênalti em Kazim, que teria dominado a bola com a mão dentro da área, algo que foi muito reclamado pelos jogadores do Coxa. Borja converteu com perfeição e fechou o placar que eliminou o Coxa.

Agora, resta ao Coritiba assimilar o revés e voltar as atenções para a delicada situação no Campeonato Brasileiro. O time volta a campo sábado (29), contra o Botafogo, fora de casa. Para o duelo, Carpegiani pode ter mais uma dor de cabeça. Com dores musculares na coxa direita, o zagueiro Luccas Claro deixou o campo ainda aos 20 minutos da etapa inicial e virou dúvida.

“A parte técnica acabou fazendo a diferença. Tivemos dificuldades com lesões seguidas em jogos decisivos”, avaliou Carpegiani, em entrevista para as rádios Transamérica e Banda B.

Há quatro jogos sem vencer na Série A, o Coxa está na 14.ª posição, com 38 pontos. Somente três pontos a mais do que o Vitória, que abre a zona de rebaixamento.

Gols

1º tempo

0 x 1 (43 min) – González cobrou falta da intermediária com maestria e mandou na gaveta. Golaço do meia venezuelano.

2º tempo

1 x 1 (6 min) – Borja chutou da entrada da área e mandou rasteiro no canto de Wilson.

2 x 1 (14 min) – Golaço de Borja. O atacante colombiano ficou livre na cobrança de escanteio, ajeitou o corpo e acertou um lindo voleio.

3 x 1 (27 min)- Pênalti duvidoso. O árbitro marcou bola na mão de Kazim e Borjaefetuou a cobrança no ângulo.

Chave do jogo

O Coxa saiu na frente e conseguiu ir para o intervalo com o resultado suficiente para avançar. Mas Borja resolveu para os colombianos em noite insipirada, marcando três vezes e decretando a eliminação coxa-branca.

Cartões

Amarelos: Kléber (Coritiba). Borja e Ibargüen (Nacional)

Próximos jogos:

Coritiba: Botafogo (fora); Atlético-MG (casa); Santa Cruz (casa)

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *