É preciso consolidar posições

É preciso consolidar posições

Os treinadores do Atlético, Paulo Autuori e, do Coritiba, Pachequinho, não podem reclamar de nada, nesta 14ª rodada do brasileirão. Tiveram uma semana livre para treinar, ajustar as equipes e, sair em busca de resultados vitoriosos. O Coxa, mesmo vivendo na zona do rebaixamento, é disparado o favorito, neste sábado, contra o Botafogo, no Couto Pereira. Já o Furacão, tem parada indigesta, jogando no Mineirão contra o Cruzeiro, na segunda feira.

.Disputadas treze  rodadas do Campeonato Brasileiro série “A”, as participações de Atlético Paranaense e Coritiba, são distintas. O Atlético, com aproveitamento de 51%, vive momento bom, em termos de classificação. É, até este final de semana, o 6º colocado, com 20 pontos ganhos, com seis vitórias, cinco derrotas e dois empates. Vai jogar na segunda feira, dia 11, no Mineirão, enfrentando o Cruzeiro, em jornada importante e difícil. O time de Paulo Autuori, precisa fazer o resultado, para frequentar ao G4. O insucesso, vai causar um afastamento, de difícil recuperação. O time mineiro, na 14ª posição, com 15 pontos ganhos, e aproveitamento de 38%, vem com tudo para cima do rubro negro, precisando mais do que nunca, de sua reabilitação, perante sua torcida. Cabe ao Atlético, avaliar seu potencial e sair para o jogo. Se o time paranaense tem necessidade de resultado, o Cruzeiro tem obrigação de ganhar, razão pela qual, Paulo Autuori deve montar um time cauteloso, combativo no meio campo, tentando estocadas de contra ataques, para chegar ao gol de Fábio. Que a missão é difícil, todo muito sabe. Entretanto pelo que  realizaram até aqui os adversários, o time paranaense tem grandes chances de voltar com ótimo resultado do Mineirão. Consolidar sua boa posição na tabela, é o que interessa ao vermelho e preto.

Por seu lado, o Coritiba, vive momento de dificuldades, com campanha pífia, insignificante e ameaçadora, convivendo com o rebaixamento desde o início do torneio. Defesa razoável, meio campo pouco criativo e ataque frágil, o Coxa, tem tudo para se reabilitar, neste sábado, recebendo o glorioso Botafogo, o mais fraco representante carioca. Na 17ª colocação, com 14 pontos ganhos, em 39 disputados, o Verdão, alcança apenas 38% de aproveitamento na competição, o que é muito pouco para um clube que sonhava estar entre os dez primeiros. Vai jogar em casa, contra um incrédulo Botafogo, que vive de milagres do técnico Ricardo Gomes, trabalhando com jovens jogadores como Sassá, Ribamar e Neilton, somando na maioria das vezes resultados negativos, razão de estar na 15ª colocação, com 15 pontos ganhos. É agora u nunca, para o Coxa, em partida que vale seis pontos, pois vencendo, sairá da zona do rebaixamento. Claro que devemos respeitar o alvi negro carioca, mas, não dá para negar o favoritismo alvi verde. Por enquanto, o time do Alto da Glória, não pode queimar gorduras, já que na 17ª posição, qualquer tropeço em casa, pode significar residência definitiva até o final da competição.

A hora é  agora, para fugir da incomoda zona da confusão, somando três preciosos pontos, para definitivamente entrar na chamada zona intermediaria

Related Posts

Facebook Comments