O Paraná Clube perdeu por 2 a 0 para o Tupi, em Juiz de Fora (MG), nessa terça-feira (dia 2) à noite, pela 19ª rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense caiu para a 9ª posição na tabela, com 26 pontos – ficou seis pontos abaixo do G4. O Tupi era o penúltimo e ganhou um lugar na classificação, ficando em 18º, com 18 pontos.

O primeiro gol do Tupi foi em jogada do meia Marcos Serrato (ex-Paraná Clube) finalizada pelo centroavante Giancarlo, 33 anos, outro com passagem pelo clube da Vila Capanema. Giancarlo é o maior artilheiro do Paraná na Era Série B (desde 2008), empatado com Marcelo Toscano, com 26 gols em 64 jogos. Em 2016, porém, Giancarlo só tem gols pelo Tupi na Série B.

Com o resultado, o Paraná chegou a cinco jogos seguidos sem vencer (três empates e duas derrotas).

MANDANTE
O Tupi completou seis partidas seguidas sem perder em Juiz de Fora (antes empatou com Avaí e Luverdense e venceu Bahia, Ceará e Atlético-GO).

TÉCNICO
Esse foi o 10º jogo do técnico Marcelo Martelotte no Paraná. Ele soma agora 3 vitórias, 4 empates e 3 derrotas.

ESCALAÇÃO
O Paraná não tinha Marcos (lesão), Alisson (suspenso) e Murilo (suspenso). A novidade na escalação era o zagueiro Leonardo, 30 anos, que veio do Santa Cruz há um mês e finalmente fez sua estreia. O esquema tático era o mesmo 4-2-3-1 de sempre, com Válber na direita, Nadson centralizado e Robson na esquerda.

PRIMEIRO TEMPO
O Tupi apostou na bola alta para Giancarlo e incomodou. Os cruzamentos de Vinícius Kiss e Luiz Paulo eram perigosos. O Paraná não conseguia marcar esses dois laterais e também tinha dificuldades para parar Octavio. Com a bola, o time paranaense errava dribles, passes, chutes… A equipe mineira não teve dificuldades para fazer 2 a 0 no primeiro tempo. Aos 42, Giancarlo cabeceou uma bola na trave, após escanteio.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, o Paraná mudou, com as saídas do volante Basso e do meia Válber. E com as entradas do volante Claudevan e do atacante Henrique. O esquema seguiu o 4-2-3-1, com Henrique na função de Válber. O time paranaense seguiu desorganizado, mas passou a atacar mais, principalmente na base do esforço individual dos jogadores. Aos 27, Marcelo Martelotte tirou Nadson e colocou Marcelinho.

ESTATÍSTICAS
O Paraná teve 58% de posse de bola, 19 finalizações (5 certas), 87% de precisão nos passes e 10 escanteios. O Tupi somou 13 finalizações (8 certas), 84% nos passes e 1 escanteio.

TUPI 2 x 0 PARANÁ
Tupi: Glaysson; Vinícius Kiss, Gabriel Santos (Thiago Sales), Rodolfo e Luiz Paulo; Renan, Filipe Alves, Marcos Serratto, Octavio e Pedrinho (Tiago Espíndola); Giancarlo. Técnico: Estevam Soares
Paraná: Wendell; Diego Tavares, Leandro Silva, Leonardo e Henrique Gelain; Basso (Claudevan), Jean, Válber (Henrique), Nadson (Marcelinho) e Robson; Lúcio Flávio. Técnico: Marcelo Martelotte
Gols: Giancarlo (31-1º), Luiz Paulo (38-1º),
Expulsão: Leandro Silva (48-2º)
Cartões amarelos: Giancarlo, Octávio (T). Henrique Gelain, Jean (P).
Árbitro: Philip Georg Bennett (RJ)
Local: Estádio Mário Helênio, em Juiz de Fora

Related Posts

Facebook Comments