O Coritiba teve uma atuação de gala nessa segunda-feira (dia 3) à noite e venceu por 3 a 0 o América-MG, no Couto Pereira, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Coxa subiu para 12º lugar, com 36 pontos. Está cinco pontos acima da zona de rebaixamento e já pode sonhar em entrar na disputa por uma vaga na Copa Libertadores. O G6 – agora são seis vagas pelo Brasileirão para a competição continental – está a seis pontos de distância do Coxa. A equipe mineira segue na lanterna em último lugar, com 21 pontos.

O América-MG estava invicto há quatro rodadas (vinha de dois empates e duas vitórias). O Coxa encerrou a sequência do adversário mostrando um futebol de alto nível. A equipe chamou a atenção pela organização tática e pela diversidade de jogadas ofensivas, sempre surpreendendo a marcação adversária. No aspecto individual, a atração foi o meia Raphael Veiga, com lances de efeito, visão de jogo e inteligência tática.

ARTILHEIROS
O lateral/meia Juan marcou dois gols no jogo e chegou a 10 na temporada. É o vice-artilheiro do Coxa no ano, empatado com o atacante Leandro. O goleador é Kleber, com 21. Kazim fez um gol e chegou três no Brasileirão – ele disputou 13 partidas na competição. Juan tem quatro gols no campeonato nacional.

FATOR CAMPO
O América-MG é o único time do Brasileirão que ainda não venceu como visitante — 4 empates e 10 derrotas. O Coritiba é o 11º entre os mandantes, com 7 vitórias, 5 empates e 2 derrotas em casa.

TÉCNICO
O técnico Carpegiani completou 14 jogos no comando do Coritiba, agora com 7 vitórias, 3 empates e 4 derrotas.

POLÊMICA
O primeiro gol do Coritiba foi polêmico. Pela imagem do replay, Alan Santos está impedido ao receber passe de cabeça de Bareiro. No entanto, a TV mostra também que é quase impossível o bandeira ver essa irregularidade pela velocidade do lance e pela quantidade de jogadores envolvidos.

ESCALAÇÃO
Os desfalques do Coritiba eram Iago, suspenso, além de Kleber e Neto Berola, lesionados. Recuperado, Luccas Claro começou no banco. Carpegiani usou o esquema tático 4-2-3-1. A linha de três meias tinha Leandro (direita), Vinícius (esquerda) e Veiga (centro). Juan teve função especial: defendeu como lateral mas atacou livremente, aparecendo pelo centro do ataque com frequência. O América-MG veio no 4-1-4-1, com Leandro Guerreiro, 37 anos, como único volante.

PRIMEIRO TEMPO
No aspecto tático, o Coritiba repetiu a atuação contra o Belgrano, na Argentina. Foi um time consciente, que soube a hora de reduzir o ritmo e usar passos curtos; e também o momento para bolas longas e jogadas de velocidade. O América mostrou organização na marcação, mas pouca força ofensiva. O gol do Coxa saiu já aos 12 minutos. Após escanteio e confusão na área, Kazim aproveitou e fez 1 a 0. O time da casa teve outras três chances de gol, mas desperdiçou com Kazim, Vinícius e Veiga. O América não criou oportunidades para marcar.

SEGUNDO TEMPO
O Coxa começou o segundo tempo com gol. Já aos 3 minutos, Veiga lançou. Juan entrou como elemento surpresa na área e cabeceou no canto. O América sentiu o impacto. O time paranaense fez 3 a 0 aos 28 em jogada espetacular, com direito a chapéu de Veiga, troca de passes envolvente e finalização de Juan.

SUBSTITUIÇÕES
Aos 7 minutos, Alan Santos saiu lesionado. Entrou outro volante: Edinho. Aos 11, Carpegiani tirou o volante João Paulo e colocou o meia González. Aos 17, saiu Vinícius e entrou Dodô, que foi para a lateral-direita. Com isso, Juan passou para o meio-campo e Benítez virou lateral-esquerdo.

ESTATÍSTICAS
O Coritiba teve 54% de posse de bola, 10 finalizações (6 certas), 78% de precisão nos passes e lançamentos e 4 escanteios. O América somou 6 finalizações (nenhuma certa), 74% nos passes e lançamentos e 4 escanteios. Os dados são do WhoScored.

CORITIBA 3 x 0 AMÉRICA-MG
Coritiba: Wilson; César Benítez, Nery Bareiro, Juninho e Juan; João Paulo (González), Alan Santos (Edinho), Raphel Veiga, Leandro e Vinícius (Dodô); Kazim. Técnico: Carpegiani
América-MG: João Ricardo; Jonas, Roger, Éder Lima e Gilson (Xavier); Leandro Guerreiro, Ernandes, Pablo, Danilo (Tony) e Matheusinho; Nixon (Michael). Técnico: Enderson Moreira
Gols: Kazim (12-1º) e Juan (3-2º e 28-2º)
Cartões amarelos: Kazim, Alan Santos (C). Jonas, Éder Lima (A).
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Público: 9.174 pagantes (9.734 total)
Renda: R$ 135.910,00
Local: Couto Pereira

Related Posts

Facebook Comments