Fora da ZR

Em confronto direto contra o rebaixamento, Atlético-GO e Atlético-PR se enfrentaram neste sábado (17), em Goiás. O Furacão não jogou bem, foi muito pressionado pelo adversário, mas venceu por 1 a 0. Já o time da casa perdeu muitas chances de gol, inclusive um pênalti, e não conseguiu sequer o empate. O resultado tira o Atlético-PR da zona de rebaixamento por enquanto. O time tem oito pontos, mas ainda pode ficar na zona da degola até o final desta rodada. Já o Atlético-GO ficou com seis pontos, provisoriamente em 17º. O jogo começou em um ritmo alucinante. Primeiro o Atlético-PR fez gol com Sidcley, aos 3min de jogo, e também desperdiçou chances de gol com Douglas Coutinho e Nikão. Depois tudo mudou: começou uma pressão total do Atlético-GO, com bola no travessão, defesas de Wéverton e até um pênalti a favor – mas Everaldo chutou para fora. O Atlético-PR foi para o 2º tempo com duas substituições, mas na prática nada mudou. O Atlético-GO continuou melhor no jogo e por pouco Igor e Andrigo não empataram o jogo logo no início. Depois o Furacão se retrancou melhor, evitou grandes sustos e encaixou esporádicos contra-ataques perigosos.

O goleiro Felipe brilhou.
Nos minutos finais a posse de bola continuou com o Atlético-GO, que foi parado por Wéverton nas principais tentativas. Agora o Atlético-GO terá dois jogos para fazer fora de casa, contra Palmeiras e Vasco. Já o Atlético-PR receberá o São Paulo e o Vitória em Curitiba. O melhor: Jorginho O meia é o principal articulador das jogadas do Atlético-GO e foi responsável pela criação de muitos lances de perigo. Mas os atacantes não aproveitaram a boa atuação dele.

Sidcley artilheiro
No jogo anterior, contra o Atlético-MG, Sidcley fez o gol da vitória do Atlético-PR. O jogador, que é lateral esquerdo de origem, foi escalado na ponta esquerda, neste sábado, e voltou a marcar. Depois de chute de Douglas Coutinho, o goleiro Felipe espalmou, mas Sidcley pegou o rebote e balançou a rede.

Pênalti perdido
Um dos destaques do Atlético-GO no 1º tempo, Igor sofreu pênalti após disputa com Nicolas. Então Everaldo partiu para cobrança, mas chutou para fora, no lado direito.

Uniformes
No 1º tempo o Atlético-GO jogou com seu uniforme tradicional, rubro-negro, mas houve confusão com os trajes que o Atlético-PR usou, bordô e laranja. Por isso, após o intervalo, o Atlético-GO voltou com seu segundo uniforme, que é predominantemente branco.

Fim do tabu no Olímpico
O Estádio Olímpico ficou em reforma por 10 anos e voltou a ser utilizado no final do ano passado. O Atlético-GO passou a mandar jogos por lá e deu certo: o time ficou invicto por longo tempo, com oito vitórias e quatro empates. Mas sofreu a primeira derrota neste sábado.

ATLÉTICO-GO 0 X 1 ATLÉTICO-PR
Local: Estádio Olímpico Pedro Ludovico
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Cartões amarelos: Grafite (CAP), Thiago Heleno (CAP), Deivid (CAP), Marcão (AGO), Nikão (CAP), Bruno Guimarães (CAP)
Gols: Sidcley, aos 3min do 1º tempo
ATLÉTICO-GO Felipe Garcia; André Castro, Eduardo Bauerrmann, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Igor (Diego Rosa), Marcão; Breno Lopes (Walter), Jorginho e Andrigo (Luiz Fernando); Everaldo Técnico: Doriva
ATLÉTICO-PR Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Nicolas (Rossetto); Otávio e Deivid (Bruno Guimarães) ; Douglas Coutinho, Nikão e Sidcley; Grafite (Pablo). Técnico: Eduardo Baptista

About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *