O técnico Eduardo Barroca chegou ao Coritiba com o discurso de que todos os jogadores estão no mesmo patamar para disputar uma posição no time titular para o início da temporada de 2020. Por isso, os atletas, que estão subindo das categorias de base, podem ganhar espaço logo no começo do ano.

“A gente ainda vai se fortalecer na questão de competição interna e estou satisfeito na forma que estamos construindo isso. Entendo que naturalmente essa questão interna vai ficar em um nível muito bom, mas sempre vamos estar abertos a essa possibilidade de mercado”, afirmou o comandante, durante a entrevista de apresentação.

Além disso, o novo treinador coxa-branca destacou que o trabalho até o Campeonato Brasileiro será dividido em três etapas: até a estreia na Copa do Brasil, até a fase eliminatória no Campeonato Paranaense e nos jogos de mata-mata do estadual. “Eu tenho por apto em trabalhar em pequenas metas. Por isso, eu divido esse primeiro momento em etapas. A primeira etapa tem mini etapas, com a preparação, os jogos no estadual e a estreia na Copa do Brasil. Só consigo ver o trabalho atingindo os objetivos após passar pelas etapas”, disse.

“Dividi esse começo de pré-temporada em três etapas: a primeira etapa se iniciou no dia 02 e acontece até o jogo com o Manaus, na primeira fase da Copa do Brasil. Esse período vai durar 40 dias, tem um período de preparação até a estreia no Paranaense e pode durar cinco ou seis jogos do estadual, além da Copa do Brasil. A segunda etapa é logo após a estreia com o Manaus até a fase eliminatória do Paranaense, com duas fases da Copa do Brasil. A terceira fase se inicia nos jogos eliminatórios do Paranaense e mais uma fase da Copa do Brasil. Isso é para que se possa fazer avaliações, ajustes, e agora o nosso foco central é na primeira etapa no período de preparação, primeiros jogos do Paranaense e na estreia da Copa do Brasil. A ideia é pontuar o máximo possível na Copa do Brasil, avançar na Copa do Brasil e se possível, com os atletas em sua plenitude”, acrescentou o treinador.

Como será o Coritiba de Eduardo Barroca?

Questionado sobre o estilo de jogo em 2020, Barroca adiantou que quer o Coritiba jogando para frente e sempre buscando o protagonismo. “Eu entendo que o que me fez tornar um treinador do futebol foi ver boas equipes e bons jogadores. O que eu tento passar para as minhas equipes é que precisamos de uma equipe de coragem sempre e de protagonismo. A minha base de jogo é pautada em pressão e controle. É tentar controlar sempre o adversário e sem a bola, tentar a recuperar a bola para controlar. É desta forma que vou partir do meu trabalho do Coritiba”, comentou.

Fonte: BandaB

Related Posts

Facebook Comments