O jogador mais irreverente do futsal vai ficar de molho por algumas semanas. No empate contra a Alaf, em Lajeado (RS), OitoMeia, jogador do Cresol/Marreco, teve que sair de quadra com uma maca por causa das dores que sentiu no pé esquerdo. A princípio, havia uma suspeita de fratura, mas depois, com exames médicos, ficou provado que não. Enfim, OitoMeia teve uma ruptura parcial da fáscia plantar, uma dor muito forte na sola do pé. Por causa disso, o atleta deve fazer fisioterapia de quatro a seis semanas.
“A fascite plantar é uma inflamação até bastante comum nos jogadores, principalmente em se tratando de futsal, que tem bastante impacto. Mas o OitoMeia teve uma situação um pouco mais grave, pois quase rompeu a fáscia”, comenta Rafael Zapelini, da Clínica de Fisioterapia Zanatta, que presta serviço para o Cresol/Marreco.
“Já fiz três sessões de fisioterapia e estou otimista que posso voltar a jogar em 25 dias. Foi a primeira lesão um pouco mais séria que tive na minha carreira. Antes, eu ficava um jogo fora no máximo. Mas, na nossa profissão, é algo que pode acontecer”, avalia OitoMeia, que está cada vez mais caindo nas graças da torcida de Francisco Beltrão.

Related Posts

Facebook Comments