Um é campeão, o outro enfrenta as primeiras curvas e retas da carreira. Assim são Diego Faustino e Léo Manella, pilotos de Londrina que neste domingo aceleram em Interlagos, em São Paulo, na terceira etapa do SuperBike Brasil, competição que reúne os principais nomes do motociclismo de velocidade do País.
Faustino é o atual campeão da principal categoria, a Superbike (com motos de 1000 cc), integra a equipe Honda e pilota uma CBR 1000RR Fireblade, que chega a atingir 300 km na pista paulistana. Manella tem apenas 13 anos e faz a sua segunda temporada na Honda Junior Cup, categoria escola, cuja prioridade é formar a nova geração de esportistas do País.
“Acompanho o Faustino desde que eu era pequeno e o admiro muito. Já treinei com ele, trocamos muitas ideias. Ele me dá muitas dicas e me vejo, no futuro, fazendo o que ele faz. Quem sabe até ser companheiro de equipe”, projeta o garoto, que cursa o nono ano do Ensino Fundamental.
Faustino persegue a primeira vitória do ano na Superbike. Resultado que esteve bem perto de obter na primeira corrida do ano, mas foi prejudicado pela queda de um concorrente. Durante o socorro e limpeza da pista, as motos foram reagrupadas e ele perdeu a vantagem que tinha para os demais adversários. Acabou em segundo. Na prova seguinte, as constantes mudanças de clima dificultaram o acerto da moto e ele cruzou a linha de chegada em quinto.
“Tenho uma relação muito boa com o Léo. Já viajamos juntos para competir em Caruaru. Sempre que posso procuro dar orientações. Ele sendo meu conterrâneo, procuro sempre ajudá-lo no que for preciso”, afirma Faustino.
Manella, em seu primeiro contato com a pista paulistana em 2016 tratou de absorver o conhecimento passado pelos instrutores e também as dicas de Faustino. Chegou em quinto lugar, mas mostrou que leva jeito para o esporte. “Larguei em último lugar, pois sofri uma queda nos treinos de sábado e não pude treinar. Cheguei a estar em quarto e fazer a volta mais rápida, mas senti dor no joelho”, afirmou o piloto.

Related Posts

Facebook Comments