Nada de gols no duelo entre os tricolores paranaense e baiano. Em jogo na Vila Capanema, Paraná Clube e Bahia bem que tentaram, mas a trave impediu com que os torcedores soltassem o grito de gol da garganta. Com o resultado, o time do técnico Doriva chegou aos quatro pontos e termina a rodada na terceira posição.

A equipe paranista, por sua vez, conquistou o seu primeiro ponto na competição, mas deixou os quase três mil tricolores decepcionados. Na tabela, o time do técnico Claudinei Oliveira ocupa a 17º colocação.

Na próxima rodada, o Paraná Clube vai até o Maranhão encarar o Sampaio Corrêa, no Castelão, na terça-feira, às 19h15 (horário de Brasília). Já o time do técnico Doriva enfrenta o Joinville, na Fonte Nova, na quarta-feira, às 19h30.

O jogo

A partida começou sonolenta e muito truncada. Cheia de erros de passes e muitas faltas, nenhuma das equipes conseguia assustar a meta adversária. O Bahia teve apena uma chance mais perigosa, logo aos 16 minutos, com Lucas Fonseca, mas a zaga paranista conseguiu afastar. A partir de então, o time da casa tentou dominar o jogo e criou algumas chances, mas todas elas pararam nas mãos do goleiro Marcelo Lomba. A melhor delas foi no fim do primeiro tempo, com Válber. Aos 44 minutos, Robson cruzou na área e o meia-atacante paranista, de cabeça, fez o arqueiro do tricolor baiano trabalhar.

Enquanto o Paraná foi um pouco melhor na etapa inicial, o segundo tempo foi todo do Tricolor Baiano. Com as alterações do técnico Doriva, o time visitante parecia jogar dentro da Fonte Nova. Danilo Pires era o mais perigoso e quase abriu o placar em três oportunidades. Dos 30 minutos em diante, Luisinho, de cabeça, e Juninho, de falta, acertaram a trave do goleiro Marcos e fez a torcida paranista ficar assustada dentro da Vila Capanema. No finalzinho do jogo, Nadson também carimbou a trave. Por mais que Bahia e Paraná tenham insistido, o placar em Curitiba acabou zerado.

Fonte: Globo.com

Related Posts

Facebook Comments