A decisão da Taça Barcímio Sicupira acabou coroando o equilíbrio do campeonato estadual, repetindo o empate pela 18a vez em 39 jogos. Coritiba e Toledo ficaram iguais no tempo normal e a disputa foi para os penaltis brilhando a estrela dos goleiros Andre Luis e Wilson. Melhor para André que defendeu uma a mais e garantiu o título do Toledo.

Primeiro Tempo

O começo da partida teve jogo franco dos dois lados, com os times buscando o ataque e fazendo os goleiros Wilson e André Luis trabalharem bastante.
O esquema tático do técnico Agenor Piccinin foi alterado logo aos 15 minutos, com uma lesão do zagueiro Eduardo. Ele foi substituído pelo volante Guilherme Rend e obrigou o time a mexer em várias posições do setor defensivo.

O meio campo do Coxa começou a ganhar espaços e até os 30 minutos já havia chegado com mais perigo e prendido o Toledo no seu campo defensivo.

Mas foi o Toledo que se aproveitou e abriu o marcador.
Aos 43′, em uma falta pela direita, Revson caprichou na cobrança em direção ao gol. A bola desviou em Rodrigão e foi para a rede.

O início do segundo tempo foi quente e o Coxa logo conseguiu o empate, aos 2minutos. Cruzamento de Felipe Mattioni pela direita e o atacante Rodrigão subiu livre dentro da pequena área para deixar tudo igual no placar.

E foi pela direita que aconteceu outras das principais jogadas do Coritiba, sempre buscando Rodrigão.

Já o Toledo teve a melhor oportunidade aos 11`, quando Willian estrou livre na área mas na hora de finalizar, isolou.

A pressão alviverde seguiu ao longo do jogo e o goleiro André Luis fez, pelo menos, duas defesas sensacionais.
Nos minutos finais, as duas equipes tentaram chegar ao ataque, porém sem eficiência.

Emoção nos pênaltis
Com o empate no tempo normal, a definição de qual time ergueria a taça foi para a disputa por penaltis.
O goleiro Wilson iniciou a série para o Coritiba e mandou para fora.
Revson inaugurou as cobranças pelo Toledo e Wilson se redimiu, fazendo a defesa no centro do gol.
A sequência de erros veio com o zagueiro Iago, que chutou na trave.
A segunda cobrança do Toledo foi de Léo Teles, e também mandou pra fora.
Na cobrança de Alano, André Luis voou no canto e fez a defesa.
O meia Pacato fechou a terceira cobrança e colocou o Toledo em vantagem, 1×0.
O Coxa empatou o placar com a cobrança de Rodrigão, 1×1.
A quarta cobrança pelo Toledo foi de Marcelinho e faturou, 2×1.
Pressionado pela última cobrança, Sabino cobrou e conseguiu o empate.
Sobrou para Guilherme Rend fazer a última cobrança. Wilson defendeu para garantir o empate.

A série alternada começou com Igor Jesus, e mais uma vez André Luis defendeu.
Eduardinho encerrou a decisão e colocou o Toledo na Série D e na Copa do Brasil de 2020.

FICHA TÉCNICA
Coritiba 1×1 Toledo
Árbitro: Adriano Milczvski (PR).
Assistentes: Flávio Augusto Alves (PR) e Roberto Rivelino dos Santos Júnior (PR).
Renda: R$214.378,00
Público: 7683 pagantes. 8345 total
Gols: Revson, aos 43′-1 (tec 1×0), Rodrigão, aos 2′-2 (cor 1×1)
Cartão Amarelo – Pacato, Guilherme Rend, Fandinho (TEC) Sabino (COR)

 

Coritiba – Wilson, Felipe Mattioni (Sávio), Alan Costa, Sabino e Fabiano; João Vitor, Vitor Carvalho (Igor Jesus) e Giovanni (Natan); Alano, Iago Dias e Rodrigão. Técnico Matheus Costa

Toledo – Andre Luis, Eduardinho, Eduardo (Guilherme Rend), Fandinho e Matheus; Neto, Jhonattan, Julio Cesar (Marcelinho) e Revson; Pacato e Willian (Léo Telles). Técnico Agenor Piccinin

Related Posts

Facebook Comments