O Coritiba perdeu cinco dos nove jogos disputados no Brasileirão. A derrota para o América-MG por 2 a 1, no último sábado (18) deixou o time na 16ª colocação. Apesar de estar fora da ZR, o time tem os mesmos oito pontos do Cruzeiro, que segura a lanterna da competição. O que favorece o Coxa é o saldo de gols.

O início ruim de campeonato, porém, não muda o tom do discurso da comissão técnica que evita falar em briga contra a queda para a Série B. “O objetivo do Coritiba é grande. Se tiver um discurso de temer o adversário, se preocupar em zona do rebaixamento, aí você entra nos jogos já com medo e não é isso que a gente quer”, pregou o técnico Pachequinho.

“Precisamos trabalhar forte para almejar algo a mais no campeonato, desde que a gente não continue falhando”, emendou o treinador, citando os erros defensivos do Alviverde.

O time do Alto da Glória não tem decepcionado no ataque – balançou a rede 13 vezes –, mas tem a pior defesa da Série A: são 17 gols sofridos em nove rodadas, média de quase dois por jogo.

“Não tem o que falar. Toda entrevista a gente fala e continuamos errando. Se seguir assim, vai ser difícil”, alertou o atacante Kléber, que marcou contra o Coelho e soma quatro gols na competição.

O Coxa é também a única equipe que ainda não conseguiu somar pontos jogando fora de casa – foram quatro partidas como visitante e quatro derrotas, para Santos (2 a 1), Grêmio (2 a 0), Corinthians (2 a 1) e América-MG (2 a 1).

Como alento, o próximo jogo é no Couto Pereira, mas uma pedreira. O Coxa recebe na quinta-feira, às 21h30, o vice-líder Internacional.

Fonte: GazetadoPovo

Related Posts

Facebook Comments