Brasileiro de futebol americano começa com confronto paranaense

O time de futebol americano São José Istepôs estreia neste sábado, 08 de julho, na BFA – Brasil Futebol Americano, considerada a liga de “elite” do futebol americano no Brasil. O jogo será às 14 horas no Forquilhão, em São José, contra a equipe paranaense Coritiba Crocodiles. A competição reúne equipes de todas as conferências (regiões), divididas em quatro grupos: Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. É a primeira vez que a competição é realizada com o nome BFA – até o ano passado era chamada de Superliga Nacional. 2017 também é o ano com uma nova configuração para a competição nacional: até 2016 existiam outras duas disputas: Torneio Touchdown e Superliga Nacional. O Torneio Touchdown foi descontinuado e todos os times migraram pra Superliga Nacional (torneio realizado até 2016), que acabou se tornando BFA.

 

Na primeira fase, os times enfrentam os adversários da própria região, na sequência são disputados os playoffs de conferência (apenas os quatro melhores se classificam) e, por fim, os playoffs nacional. Além do São José Istepôs, fazem parte da conferência Sul: Santa Maria Soldiers (RS), Juventude FA (RS), Timbó Rex (SC), Paraná HP (PR), Coritiba Crocodiles (PR) e Curitiba Brown Spiders (PR).

 

O time de São José vem do vice-campeonato no catarinense e com retrospecto de ter chego até a semifinal da conferência Sul no ano passado, quando foi eliminado pelo Timbó Rex, que viria a ser campeão naquele ano. “Na história do Istepôs em nacionais, nosso melhor lugar foi o vice-campeonato na conferência Sul em 2013 (quando perdeu para o próprio Coritiba Crocodiles), rendendo com isso o terceiro lugar geral do brasileiro”, relembra o presidente do Istepôs, Fabio Amorim.

 

A conferência sul é uma das mais fortes, senão a mais forte, conferência da BFA. Nela, tem dois bicampeões nacionais (Timbó Rex e Coritiba Crocodiles) e outros times de bastante tradição. O São José Istepôs vem de um campeonato catarinense de reformulação, mas que mostrou um grande potencial para que a equipe possa encontrar sua identidade dentro de campo e fazer uma boa competição. “Nossa defesa teve um desempenho muito bom no estadual e agora terá como desafio bons ataques como o do Croco, Soldiers e do próprio Rex. Por outro lado, o nosso ataque precisa funcionar melhor do que na primeira parte da temporada porque enfrentará ótimas defesas. O nível sempre sobe bastante para esta segunda metade da temporada”, destaca o técnico da equipe, Ernâni Costa Valerio.

 

Preparação

A equipe mantém para este segundo semestre três treinos na semana. Neste último domingo, 02, foi realizado um treino extra focando em estratégias para estreia na BFA contra o Crocodiles. A equipe, após a derrota na final do catarinense, buscou reforços e agora está focada na adaptação dos novos jogadores ao esquema de jogo da equipe e na busca por entrosamento. Passam a integrar o São José Istepôs, na defesa o atleta Ramon “Ramonsto” Franco (Itajaí Dockers), e para o ataque os atletas Monte Anderson (EUA), Alexandre “Cabelo” Girolometto (Gaspar Black Hawks) e Vinícius “Bozzo” Alexandre (Cuiabá Arsenal). “Temos também a volta de alguns jogadores veteranos que estavam dando um tempo do futebol americano e agora retornam para agregar muita experiência para o elenco”, completa o presidente do São José Istepôs. Retornam a equipe os atletas José Ataliba Neto e Leonardo Lima, que jogam na defesa e ataque.

 

O Istepôs passa, em 2017, por um ano de reestruturação. E, segundo o técnico da equipe, Ernâni Costa Valerio, esse será o maior desafio para a temporada. “Nosso maior objetivo é vencer, mas vamos focar mais em melhorar e desenvolver os jogadores que temos aqui do que apenas em resultados. Temos uma conferência muito competitiva e a tendência é que o nível dos jogos seja muito alto, decidido por quem errar menos. E, dessa forma, precisaremos de uma grande unidade dentro da equipe e um aproveitamento de todos os nossos jogadores”, pontua.

 

Reforço norte-americano

Um dos reforços do Istepôs para a BFA é o jogador norte-americano Monterill D Anderson Jr, de 24 anos, recém chegado de Brighton, Washington, por meio de um intercâmbio cultural – além de integrar a equipe do São José ele trabalha como professor de inglês. Mais conhecido como Monte, atua em quatro posições diferentes (running back, slot receiver, kick returner e Strong safety) e vem como uma das grandes apostas da equipe para a temporada.

 

Monterill não é o primeiro estrangeiro a vestir a camisa do Istepôs, mas com certeza é a mais badalada contratação da história do clube. Antes de Monte, outros estrangeiros já brilharam com a camiseta do Istepôs. Um deles foi o americano Tyler James que jogou e foi treinador até começo de 2015. Outro nascido nos EUA é o atleta Daniel Santos, filho de brasileiros que treina até hoje no grupo principal.

 

Confira aqui o vídeo produzido na chegada do atleta: https://www.facebook.com/istepos/videos/1383687038345692/?type=2&theater

 

O adversário

O Crocodiles é uma equipe muito forte e de grande tradição. Apesar de pela primeira vez ter ficado de fora da final do paranaense, é uma das rivalidades mais antigas do Istepôs. Em 2013 a equipe josefense perdeu para os paranaenses no nacional, em um jogo disputadíssimo. “Ano passado tivemos também um jogo muito equilibrado. É sempre especial jogar contra eles e, mesmo com alguns desfalques importantes neste ano, é uma equipe que deve ser respeitada e levada muito a sério. Estamos nos preparando para darmos condição de jogo para todos os nossos reforços e, quem sabe, sair pela primeira vez de campo com uma vitória sobre o Croco”, analisa o presidente da equipe, Fabio Amorim.

 

Informações adicionais sobre o BFA

Serão 30 times em busca do título de um dos esportes que mais cresce no país. São 22 cidades e 16 estados representados na disputa. Para comparar, no Novo Basquete Brasil, são 16 times de 13 cidades diferentes; no futebol, na Série A, são 20 times de 12 cidades diferentes. E em quantidade de atletas, os números também são expressivos: os 30 times tem média 75 atletas inscritos, totalizando 2.264. A região Sudeste, com mais equipes, tem 37% dos inscritos (840), seguida pelo Nordeste, com 25% (571), Sul, com 22% (490), e Centro-Oeste, com 16% (353).

 

Posted in:
About the Author

Osires Nadal Júnior

Locução em autódromo, estádio, rádio, tv, palestra, cerimonial, formatura. Pauteiro, reporter, produtor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *