A torcida vascaína deu um show a parte no Jogo 4 das Finais da Liga Ouro 2016. Alucinante durante os 40 minutos, os fãs da equipe carioca empurraram o CR Vasco da Gama para a vitória diante do Campo Mourão Basquete, por 79 a 73, e empataram a série decisiva, levando-a para o quinto e decisivo duelo, na casa do time paranaense.

E agora? : Após duas vitórias dentro de seu ginásio de cada time, Campo Mourão e Vasco decidirão o título no Jogo 5, que acontecerá na próxima sexta-feira (10/06), às 20h15 (de Brasília), na cidade de Campo Mourão (PR), com mais uma transmissão ao vivo via Facebook.

O cara: O nome do Jogo 4 foi sem dúvidas o ala Gaúcho, do Vasco. Cestinha da partida com 23 pontos, o atleta cruzmaltino foi fundamental principalmente no segundo tempo. Buscando infiltrações, faltas e carregando muitas vezes o time para o ataque, o jogador anotou 16 tentos na segunda metade do duelo e impediu que a decisão da Liga Ouro 2016 se encerrasse na quarta partida.

Fundamentais: Além de Gaúcho, dois outros nomes foram cruciais para a vitória vascaína. Dentro de quadra em 39 dos 40 minutos da partida, mais uma vez Palacios anotou 16 pontos, além dos cinco rebotes e quatro bolas recuperadas do argentino. Outro atleta fundamental foi o armador Hélio, autor de 15 tentos, cinco sobras, três assistências e três roubos de bola.

Douglas Nunes, do Vasco, e Leandro, do Campo Mourão

Douglas Nunes, do Vasco, e Leandro, do Campo Mourão (João Piires/LNB)

Começo nervoso: O primeiro quarto de partida foi praticamente igual para os dois times. Muito intensos na defesa, Vasco e Campo Mourão tiveram muita dificuldade em pontuar e ninguém conseguiu se desgarrar no placar. O período terminou empatado em 12 a 12, com destaque para Hélio, cestinha da parcial com seis pontos.

Ritmo acelerado: A segunda metade do primeiro tempo teve outra intensidade. Os dois times foram mais produtivos ofensivamente, mas mantiveram o placar próximo. O destaque da equipe mourãoense foi o ala Vinícius Teló , que anotou dez dos 12 pontos que tentou, liderando seu time para vitória por 23 a 22 no quarto. Pelo Vasco, Gaúcho e Palacios foram os mais produtivos, com sete e seis pontos anotados, respectivamente, no período.

Força cruzmaltina: O elenco vascaíno foi dominante no terceiro quarto. Trabalhando e rodando muito bem a bola ofensivamente, o cruzmaltino encontrou espaço para munir Gaúcho e Palacios, cestinhas do time no período, com dez e oito pontos, respectivamente. Mesmo com um bom aproveitamento no ataque (53,6%), o Campo Mourão cometeu muitos erros (sete) e perdeu a penúltima etapa por 22 a 15.

Não teve jeito: Apesar da reação mourãoense no quarto final, a equipe carioca se manteve em equilíbrio e confirmou a segunda vitória dentro de casa, levando a série para o quinto e decisivo jogo. Hélio, Collum e Gaúcho somaram seis tentos cada e foram os principais nomes do elenco cruzmaltino no período, que terminou empatado, por 23 a 23.

Related Posts

Facebook Comments