Foi um jogo nervoso, com muitas chances e que terminou na igualdade. Caramuru e Marreco ficaram no 2 a 2, mantendo os dois times na mesma posição na tabela de classificação, 5º e 6º, respectivamente. O jogotamb´m entra para a história do Marreco Futsal, que marcou seu gol de número 500 na Chave Ouro.

O primeiro tempo terminou sem balançar a rede, mas com muita emoção.

No segundo tempo, a partida seguiu equilibrada. Em uma disputa de bola, Pábrio cometeu falta e foi expulso. A marcação do Marreco funcionou com um jogador a menos, e segurou o ataque. Esse período de dois minutos fortaleceu o Marreco , que partiu ao ataque e marcou seu gol com Suelton, quando faltavam 10’25 para o fim do jogo. Esse foi o gol 500 do time em sua participação na competição.

Depois de cinco minutos, o Caramuru conseguiu o empate, através de Maykinho, que chegou desviando um chute cruzado. Embalado pela torcida, o time partiu em busca da virada, e conseguiu aos 17′, com uma finalização de Leo.

O Marreco partiu para a tática do goleiro-linha. E deu certo quando faltam 54 segundos para o fim da partida. Rangel finalizou e deixou tudo igual.

Ao final da partida, o técnico Soneca, do Caramuru colocou seu cargo à disposição da diretoria por conta de problemas salariais. A diretoria propôs uma redução salarial aos jogadores para equilibrar as contas. Já o pivô Sady poderá anunciar sua saída amanhã.

O Caramuru só volta a atuar pela Chave Ouro no dia 6 de junho, recebendo o Cascavel. O Marreco entra em quadra na próxima sexta-feira pela Liga Futsal, diante o Guarapuava.

Related Posts

Facebook Comments