O Paraná Clube empatou em 1 a 1 com o CRB, nessa terça-feira (dia 21) à noite, em Maceió (AL), pela 11ª rodada da Série B. Com o resultado, ficou na 12ª colocação, com 14 pontos. A equipe alagoana está em 4º lugar, com 19 pontos.

O time paranaense vive sua pior fase no ano, com apenas uma vitória nos últimos sete jogos (2 a 0 sobre o Goiás).

O técnico Marcelo Martelotte fez seu segundo jogo no Paraná Clube. O primeiro foi a derrota para o Luverdense.

O treinador não contava na partida com Jean, Rafael Carioca, Anderson Uchoa, João Paulo, Nadson e Robert, todos lesionados.

No jogo dessa terça-feira, o Paraná esteve muito perto da vitória. Aos 30 minutos do segundo tempo, quando o placar estava 0 a 0, teve um pênalti a favor. Mas Robson desperdiçou. O CRB teve um jogador expulso nesse lance. Mesmo assim, o time de Alagoas fez o gol aos 34 minutos. O Paraná só empatou aos 44.

O gol foi do atacante Robson, que tem oito gols em 27 jogos em 2016. Ele é o vice-artilheiro do time no ano, atrás de Lúcio Flávio (11 gols em 26 partidas).

Nesse jogo, apesar do número de desfalques, o Paraná mostrou evolução no quesito organização tática. Mostrou qualidade na marcação e algumas variações na criação de jogadas. No entanto, cometeu muitas falhas individuais e pagou um preço caro.

“Jogamos de igual para igual com eles. E tivemos mais chances de gol”, disse o goleiro Marcos, do Paraná, que completou 40 anos de idade nessa terça-feira.

As melhores jogadas ofensivas foram em arrancadas de Diego Tavares, além dos passes e chutes de Murilo Rangel. A “correria” de Robson no ataque foi outra arma importante. Lúcio Flávio e Valber tiveram atuações apáticas.

Martelotte armou o time no 4-2-3-1, com Basso e Leandro Silva como volantes. A linha de três meias ofensivos tinha Válber (direita), Murilo (centralizado) e Robson (esquerda).

Os lances importantes ocorreram no segundo tempo. Aos 21 minutos do segundo tempo, o atacante Henrique entrou no lugar de Lúcio Flávio. Com essa mudança, Robson passou a jogar como único atacante. E Henrique ficou na esquerda, na linha de três meias ofensivos.

Aos 30, Robson driblou um, invadiu a área e foi derrubado por Adalberto. Pênalti. O zagueiro levou o segundo cartão amarelo no jogo e acabou expulso. Robson perdeu o pênalti – o goleiro defendeu.

Aos 34, o gol do CRB. Falta na direita. Diego cruzou. Livre na área, Boaventura (ex-Paraná) chutou e fez.

Aos 36, saiu o volante Leandro Silva e entrou o meia-atacante Marcelinho.

O empate do Paraná veio aos 44 minutos. Diego Tavares cruzou rasteiro. Juliano espalmou. Robson pegou o rebote e fez o gol.

CRB 1 x 1 PARANÁ
CRB: Juliano; Bocão, Adalberto, Flávio Boaventura e Diego; Matheus Galdezani, Olívio, Dakson (Éder), Luidy (Rodolfo) e Welinton Júnior (Assisinho); Lúcio Maranhão. Técnico: Mazola Junior
Paraná: Marcos; Diego Tavares, Pitty, Alisson e Fernandes; Leandro Silva (Marcelinho), Basso, Valber, Murilo Rangel e Robson; Lúcio Flávio (Henrique). Técnico: Marcelo Martelotte
Gols: Boaventura (34-2º) e Robson (44-2º)
Cartões amarelos: Flávio Boaventura, Adalberto (C). Marcos, Fernandes (P).
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Related Posts

Facebook Comments