Sem dificuldades, Operário garante classificação

Sem dificuldades, Operário garante classificação

O Operário Ferroviário derrotou o Juventude-MA na tarde desta quarta-feira (17). A partida aconteceu Estádio Pinheirão, em São Mateus do Maranhão, e foi válida pela primeira fase da Copa do Brasil. Os gols do alvinegro aconteceram ainda na primeira etapa e foram anotados por Leandro Vilela e Thomas Bastos (olímpico). Com o resultado, o Fantasma avança na competição nacional e aguarda o vencedor do jogo entre Coritiba e União Rondonópolis, que acontece nesta quinta-feira (18).

1º tempo

O técnico Matheus Costa manteve a base do time que encerrou bem a Série B 2020. Fábio Alemão e Pedro Ken foram os escolhidos para as posições que eram dúvidas do treinador alvinegro.

Com sintonia no entrosamento, o Operário, mesmo longe de casa, partiu para cima e tratou de abrir o placar logo aos cinco minutos. Leandro Vilela aproveitou o campo molhado pela chuva, bateu rente ao gramado e viu o goleiro não alcançar o chute: 1 a 0.

Apesar da vantagem, o Fantasma permaneceu no ataque. Ricardo Bueno, Jean Carlo e Pedro Ken tentaram ampliar, mas quem conseguiu foi Tomás Bastos. O camisa 10 cobrou escanteio a meia altura, ninguém desviou e a bola morreu no canto oposto de João Paulo: 2 a 0 e gol olímpico no Maranhão.

A primeira finalização dos donos da casa veio somente aos 27 minutos, quando o lateral Dedé arriscou e Simão defendeu firme. Aos 46, o centroavante Everton quase descontou para o Juventude, mas a cabeçada saiu pela linha de fundo.

2° tempo

Se o jogo aparentava tranquilidade, o meia Pedro Ken resolveu dar uma pitada de emoção. Logo aos 2 minutos, o camisa 8 do Operário levou amarelo, reclamou com a arbitragem e recebeu o vermelho, deixando o Fantasma com um a menos em campo.

O técnico Toninho Pesso, do Juventude Samas, mexeu e jogou o time para cima. Matheus Costa respondeu com as entradas de Lucas Mendes e Felipe Garcia. Usando a experiência, o Fantasma conseguiu neutralizar o adversário e manter o controle do duelo. Aos 16 minutos, Fabiano quase fez o terceiro, mas parou no goleiro João Paulo.

Os mandantes chegaram a balançar a rede aos 39 minutos, mas a arbitragem flagrou impedimento do zagueiro Wallace na finalização e invalidou o lance. Nos acréscimos, o Juventude buscou uma última pressão para fazer o gol de honra, mas não conseguiu furar a barreira defensiva do Fantasma.

Ficha técnica

Juventude Samas: João Paulo; Dedé, Wallace, Betão (Eduardo) e Caxambu; Cleyton (Rafinha), Doda e Everton (Tiago Chulapa); William Amendoim (João Pedro), Baianinho (Caio Fernando) e Alemão. Técnico: Toninho Pesso

Operário: 
Simão; Fábio Alemão (Djalma Silva), Rafael Bonfim, Léo Rigo e Fabiano; Leandro Vilela, Pedro Ken e Tomás Bastos (Lucas Mendes); Jean Carlo (Felipe Garcia), Rafael Oller (Rafael Chorão) e Ricardo Bueno (Schumacher). Técnico: Matheus Costa

Gols: Leandro Vilela (Operário) aos 5 minutos e Tomás Bastos (Operário) aos 24 minutos do 1° tempo.
Cartões Amarelos: Baianinho, Wallace e Doda (Juventude Samas); Pedro Ken, Tomás Bastos e Matheus Costa (Operário)
Cartão Vermelho: Pedro Ken (Operário)

Local: 
Estádio Pinheirão, em São Mateus do Maranhão (MA)
Arbitragem: 
Wanderson Alves de Sousa (MG) auxiliado por Ricardo Junio de Souza (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)

Related Posts

Facebook Comments